Wednesday, July 29, 2009

Sorte, falta de sorte ou negligência?


Ainda o acidente de Massa no treino classificatório para o GP da Hungria...

Cheguei a levantar este assunto durante a transmissão da Band News FM/ Rádio Bandeirantes AM, mas não avançamos no debate.

Insisto, até porque a colega Barbara Gancia ontem caminhou pela mesma linha.

A primeira reação da maioria dos espectadores, ao ver a peça atingindo o capacete de Massa, foi pensar: puxa, que falta de sorte! Com tanto lugar para bater, a mola do carro de Barrichello foi diretamente para a cabeça de Felipe Massa.

Depois, ao se constatar a gravidade relativa dos ferimentos, a avaliação também mudou: nossa, que sorte ele teve! Em vez de bater no supercílio, a mola poderia ter atingido o olho, deixando-o cego.

Desde o sábado, fiquei com uma pulga atrás da orelha sobre o fato. É aceitável que uma mola se desprenda da suspensão de um carro e atinja outro? Isso não revelaria que a Brawn, sabidamente com menos dinheiro que a maioria das outras equipes, já está "no osso" em relação a seus equipamentos?

18 comments:

Gustavo Alves said...

Brou,

A sua hipótese é polêmica. De qualquer forma concordo que um controle de qualidade (já tão existente na indústria automobilística) poderia ser questionado se existe na F1.

Agora, da mesma forma que o cockpit ficou mais protegido após o acidente do Senna, poderia ser imaginada uma proteção tipo para- lama.

A mola ganhou velocidade ao ter o contato com a roda. Será que vão implementar algo neste sentido?

Ron Groo said...

Complexo analisar sob o parametro financeiro da Brawn, por que a conta bancaria das equipes é como contrato de piloto. Nós nunca vamos ver.

Não, não é aceitavel.
A mola ter se desprendido do carro de Barrichello mostra no minimo desleixo.

Ok é fatalidade? Até é. Mas se o trabalho fosse feito com um pouco mais de atenção e esmero a peça não teria se soltado.

A não ser que já estivesse com defeito. E se não me engano li Rubens reclamando (que novidade!) de que sentia que a peça já estava se soltando no treino da parte da manhã.

Só uma coisa me deixa um tanto desconfiado.
Por que só com o carro do Barrichello estas coisas acontecem?

Lembra quando a roda de sua Ferrari explodiu em plena reta e saiu correndo na frente dele na mesma Hungaroring há alguns anos atrás?

Edu said...

Negligência. Se ele estivesse andando na pista e tocado em algo ou alguém, e depois disso a peça se soltasse, tudo bem, mas a peça saiu solta.
Um mecânico não apertou um parafuso, ou um parafuso espanou. Seja qual for o problema, a responsabilidade é da equipe. Já que estamos falando de salvar vidas, se o mecânico não aperta a roda do seu carro e você bate por isso, quem é o responsável? E se ao perder o controle você atropela alguém? Fatalidade é o imprevisível. Serviço mal feito é lambança.
a equipe tem que ser responsabilizada.
Não parece incoerente que a Renault tenha soltado o pneu - que não machucou ninguém, e tenha sido punida e a Brawn quase mata outro piloto pelo mesmo motivo e não se fale em punição?
Faltava essa agora, os carros saírem por aí soltando peças, arriscando a vida das pessoas, sem que os responsáveis sejam punidos.

Ridson de Araújo said...

http://historiasevelocidade.blogspot.com/2009/07/bmw-ta-forae-o-que-isso-significa-para.html


Galera que lê o blog da Alessandra, confere lá no Historias e Velocidade esse post sobre o fim da Bmw na categoria, mas abordando o assunto debate da redução de custos e a inserção de novas equipes...

Anonymous said...

Alessandra, vc não acha que a Brawn também deveria ser punida como a Renault?
Creio que é bem mais grava soltar um peça do carro do que uma roda/pneu, pois é uma peça móvel.

Cristiano de Araujo
cristiano.araujo@aasp.org.br

Dan said...

Não é negligência, não é falta de dinheiro.
São componentes mecânicos, sujeitos mais do que tudo, às falhas, independente de terem sido ou não produzidos com um rigoroso controle de qualidade.
Até o diamante quebra!
Em 2008, a tradicionalíssima Ferrari deixou à pé seus pupilos em 3 ocasiões.
Uma delas inclusive na mesma pista Húngara que, digamos, tem sido o azar personificado para o Felipe. Sim, azar! Novamente não falamos em negligência/incompetência.
A Ferrari com toda experiência vencedora, com um dos maiores orçamentos, passou na França em 2008 pela mesma situação da Brawn. O escapamento do Raikkonen simplesmente ficou pendurado, vindo a cair na sequência. A vitória do finlandês não foi possível graças a essa quebra. Sorte então do Felipe que herdou a posição de honra. Aliás, deste mesmo episódio, tiramos uma conclusão. A punição imputada à Renault para o próximo GP é apenas política: para ficar bonito. "Nossa, a FIA está realmente preocupada com a segurança dos pilotos!". Este discurso é tão falso quanto o slogan "make the cars green". A Indy, sem discursos, já tem carros "verdes". Voltemos a punição da Renault. Porque política? Simplesmente porque o assunto segurança está em evidência e a equipe francesa comeu bronha neste quesito. Se não houvesse o acidente de Henry Surtees e o de Felipe, duvido que a Renault seria punida (se é que a punição valerá mesmo!). Aliás, porque não puniram a Ferrari em Magny-Cours, andando com aquele escapamento pendurado? Deveriam, conforme o regulamento, desclassificar ainda na corridda o carro do finlandês (bandeira preta e laranja).
Soltou e deu sorte pois ninguém foi atingido por ele. Seria a antecipação do que aconteceu com o carro do Rubinho (para aqueles que acreditam em coincidência, SE o escape fosse atingir alguém, provavelmente seria quem estivesse imediatamente atrás do Kimi, então o Massa).
Portanto meus queridos, de cagadas a F-1 está cheia!
O regulamento não é aquele disponível no site da FIA.
É o extrato bancário de quem faz a cagada!
Enganados somos nós, que adoramos aquilo, mesmo com todo esse teatro!

Anonymous said...

Falhas. Elas acontecem com tudo e com todos. Simples. Polêmica desnecessária.
Luiz Eduardo
Curitiba-PR

Edu said...

"Falhas acontecem" e "polêmica desnecessária"? Se a gente fosse pensar assim, cada avião caído seria só uma falha. Acontece... deu azar. Aliás, o Felipe teria morrido porque nem o capacete seria à prova de balas como são os atuais.
Discordo. Falhas acontecem e devem ser corrigidas.

Dan said...

Na maioria dos casos, o desenvolvimento é tão rápido que um componente nem sequer chegar a ser testado nos carros. Sai da fábrica/simuladores e vai direto pro treino da sexta. Por isso as equipes optam por andar com um carro "novo" e outro "velho" (rubinho/button barcelona 2009 ; massa/raikkonen nurburgring 2009).
Falhas são corrigidas quando há tempo!

Marcos Antônio Filho said...

eu acho que a Brawn deveria se rpunida, afinal uma mola assim não se desprende facilmente, eu não me lembro de alguma ter se soltado de algum F1 nos últimos tempos. E o que estavam questionado eram cockpits fechados, é mais fácil questionar pq essa mola saiu assim do carro da Brawn.

Mauro Novelli said...

Quanta ingenuidade!
Vocês não perceberam ainda que desde o início do ano só o carro do Barrichello apresenta problemas?
É simples assim: para que o Button seja o primeiro piloto, e para que o Barichello possa colaborar com a equipe acertando do carro, eles simplesmente fazem "pequenas" alterações no carro do brasileiro.
Só que desta vez as alterações foram criminosas.
Por isso estou torcendo muito contra a Brawn!

G. kobe said...

Que a Brawn está boicotando o Rubinho todo mundo sabe e acho que essa história da mola passou em branco pra equipe. Eles deveriam investigar sobre o ocorrido mas até agora nada foi falado. Acho até que esse caso é mais grave que a da Renault.

Celso Vedovato - Salvador - Bahia said...

Alessandra, aposto nas 3 hipóteses.
Sobre negligência, coisas a serem apuradas. Ouvi alguns comentaristas, que falaram apenas em sorte e azar, dizerem que muitas partes de carros ficam pela pista num fim de semana.
Posto isso, acho que a Fia deveria avaliar se a coisa acontece dessa forma ou se a quebra de uma peça como aquela, que ninguém nunca ouviu falar de se soltar, não foi negligência da Brawn na montagem, Se a investigação apontar algo do gênero haverá a necessidade de multa a equipe nos moldes daquela aplicada à Renault

Anonymous said...

Hello! My name is Pat Barnes . I loved www.blogger.com no credit check loan

Anonymous said...

Aloha! Isiah Armstrong . payday loans

Anonymous said...

toronto loans This website is the superior I enjoyed it a lot
AAA Toronto Payday Loans 1172 Bay St #101, Toronto, ON M5S 2B4 (416) 477-2817

Anonymous said...

Remarkаble! Its іn faсt remarkable piеce of
writing, I have got much clear idea οn the tοpiс of from this
pаragraph.
My web page ... http://www.jopuls.com/index.php?do=/profile-75/info

Anonymous said...

Your cardiovascular technique will be that considerably healthier.


Here is my blog; flex belt reviews