Wednesday, November 14, 2007

Ai, Jesus!

.
Bigodes, tremoço
Alheira, bacalhau
Azulejo azul e branco
Trás-os-montes, Portugal

Padeiro, feirante
Dono de bar e restaurante
Todo tipo de comerciante
Açougueiro tem bastante

Pastel de Santa Clara, Belém
Fios de ovos, rabanada também
Uma promessa para Fátima
Santo Antônio, Jesus de Braga, amém

Torcer pela Lusa
Profissão de fé
Levamos cinco campeonatos
Para subir da série B

Padarias em festa
O sonho não acabou
Hoje o pão sai mais tostado
A agonia passou.

Vem, Maria, que a Kombi está cheia
Vamos todos ao Canindé
Bebamos vinho, dancemos um vira
Porque fado é fogo, não dá pé...

Uma singela homenagem à Lusa, que ontem voltou à Série A do Campeonato Brasileiro. Papy deve estar fazendo festa no céu. Aqui na terra, Flavio Gomes e sua trupe também.
Parabéns, Portuguesa!


Para quem não leu, sugiro este post, uma alegoria sobre Lusa e tremoços.

8 comments:

Anonymous said...

Pastel de Santa Clara, Belém
Fios de ovos, rabanada !Uau,o fim de ano tá chegando ,meu Pai é português ,nem preciso dizer o que vai rolar na ceia de Natal ,né!

Mas é claro,parabéns a Portuguesa!

Jonny'O

Marcio Gaspar said...

torci bastante pela subida da portuguesa. legal! agora, espero que os 'patrícios' não se iludam e invistam pra reforçar o time; com esse que tá aí, correm sério risco de disputar a série A em 2008 e voltar pra B em 2009...

Herik said...

Parabéns à Portuguesa! E parabéns ao Ipatinga, meu segundo time, que com apenas 9 anos de existência faz muito mais que muito time centenário por aí.
E ano que vem terei dois times na Primeira Divisão. ;-)

Nuno Kopio said...

VOLTAMOS, cuidado a ver se não descemos outra vez.

Celinho Boy said...

Imaginei como ficaste empolgada com a volta de teu segundo time para a série A. Vejo o brilho nos teu olhos, mesmo não estando do teu lado. Ah, seu pai deve estar bem feliz mesmo.

Sobre o poema, me fez abrir o apetite e a um sentimento misto de melancolia e fascinação: o ambiente dum reduto português, o seu sotaque, sua gastronomia, seus cheiros...

Li teu link: não sabia que tinhas esta vocação oculta de escrever. O texto foi bem legal. Eu pensei que fosse um relato real, pois fez vagamente lembrar do teu pai ou de algum conhecido. Já pensaste em escrever algum livro. Beijos e abraços.

Alessandra Alves said...

jonny´o: minhas avós, uma portuguesa e outra filha de portuguesa, sempre faziam rabanadas no natal. a portuguesa jogava uma calda por cima, que eu não gostava muito. a da vó elza, brasileira, era sequinha, hum...

só que um dia, já adulta, eu resolvi fazer rabanadas para o café da manhã. aquela soma de açúcar mais gordura caiu feito um tijolo no meu estômago e eu tive uma das piores enxaquecas da minha vida! nunca mais comi rabanada!

marcio: podes crer. é bom que os patrícios continuem abrindo as burras, não só para gratificar pela subida! a portuguesa tem todo perfil para virar time iô-iô, que sobe e desce...

herik: parabéns ao ipatinga também! e quando jogarem cruzeiro e ipatinga, para quem você vai torcer?

nuno: é isso aí! vamos nos segurar! (triste sina esta minha...)

celinho: fiquei muito feliz mesmo! e obrigada por ter lido meu conto do tremoço.

Valeria said...

Meu pai tb deve estar fazendo festa no céu, com os pais dele. A dançar o vira.
Comemoração com sardinhada, muito vinho, e a pastelaria portuguesa de sobremesa.

Herik said...

Alessandra,
Não tenha dúvida que torcerei para o Cruzeiro. Minha simpatia pelo Ipatinga se dá porque sou natural daquela cidade.
Mas fica uma pergunta: Será que o Ipatinga jogará contra o Corinthians no ano que vem?