Thursday, November 29, 2007

Sábia decisão

.
No dia 13 de outubro deste ano, três décadas depois do título de 1977, decidi me aposentar como corintiana.

Fui desacreditada, criticada, ridicularizada.

Confesso: nem eu sabia como iria me portar em um eventual momento dramático para o Corinthians. Ainda que o atual Campeonato Brasileiro tenha sido, ele todo, um drama alvi-negro.

Nunca imaginei que um campeonato por pontos corridos poderia render tanta emoção. Mas, ao ver o time atual do Corinthians em campo, finalmente eu soube o que é um drama.

Tirando o goleiro, o resto é tudo de chorar.

Mas isso tudo, amigos, de fato não me diz respeito. Tive a prova ontem, quando me postei à frente do eletrodoméstico que gera imagens para assistir a Corinthians x Vasco.

O que vi? Pouco, quase nada. Recostada no sofá, dormi o sono solto, o sono dos justos, o sono dos inocentes. Despreocupada, relaxada, não ouvi nem o grito de gol, nem o que fez um tal gandula, impedindo o segundo gol vascaíno.

Soube que o tento cruzmaltino foi marcado por um certo Allan Kardec. Não resisto à piada de dizer que foi um gol espírita.

Meu espírito, no entanto, estava longe daquele embate. Acho que foi uma sábia decisão me apartar deste sofrimento.

Estou feliz por isso. Tenho coisa muito mais importante para ocupar meu coração e minha mente.

Boa sorte aos que ficaram.

9 comments:

Alessandra Alves said...

Nas últimas semanas, tenho dito que o Corinthians dependeria do último jogo. E, como o drama não cessa, cresce a possibilidade de que o Grêmio, o adversário final, lute pela última vaga para a Libertadores, tornando o jogo no Olímpico praticamente um último capítulo de novela mexicana.

Haja maracujina...

Anonymous said...

Então continua relaxada Alessandra, pq o futebol é assim mesmo. O meu time já caiu (Juventude), e se consolar alguma coisa vou secar muitoooo o grêmio no domingo.
Forte abraço e o seu blog, que conheci a poucos dias, é muito legal.
Meneghel

Luiza said...

Eu tinha uma certa simpatia pelo Corinthians até 2005, quando meu time, o Internacional, sofreu uma grande injustiça no Campeonato Brasileiro daquele ano. Agora, nesta rodada final para que o Timão não caia, o Inter tem de vencer o Goiás e o Grêmio, (timinho encardido) perder para seu time. Me desculpe, mas pela primeira vez, você não imagina como me dá vontade de torcer para o Grêmio vencer e o Colorado perder, tudo por causa de 2005. Eu só acho que o Corinthians não cai. E assim como você, tenho grandes amigos que também são corinthianos e são gente boa. Só por causa disso, fico dividida. Seja o que Deus quiser. E boa sorte para vocês.

Diego said...

Fazia tempo que não assistia um jogo do Corinthians, por total falta de interesse. Mas ontem resolvi assistir o jogo, parei tudo, liguei a TV e comecei à assistir o jogo.

Moral disso tudo: dos 30 minutos até o intervalo, não vi nada, dormi, acordei no intervalo com a Globo mostrando uma parte de uma novela que passou quando eu nem sabia o que era futebol. Assisti o 2º tempo até o Vampeta (aliás, era o Vampeta ou Zeca Pagodinho em campo ontem?) entrar em campo, depois, dormi de novo. Com TV ligada e tudo.

Depender do Goiás não dá. Cai logo e começa do zero.

Celinho Boy said...

Bem, Alessandra. Resta apenas rezar. Seu time terá que torcer para o Inter(veja a ironia) ganhe do Goiás(outra ironia) e jogará sua sorte contra o Grêmio. Ontem assiti a cara de estagnação dos torcedores que foram ao estádio na esperança de ver o time ganhar o jogo. Se teu time cair, resta guardar a camiseta do Timão e colocar a da Lusa.

Mudando de assunto, o Hélio Castroneves ganhou um concurso de dança, mas perdeu a namorada. O concurso é tipo o Dança dos Famosos, derrotando a ex-spice girls Mel B.

Queria te fazer um convite, uma corrente boa de se passar:
1. Pegar um livro próximo (PRÓXIMO, não procure);
2. Abrir na página 161; Nota: o parêntese é dela.
3. Procurar a 5ª frase completa;
4. Postar essa frase em seu blog;
5. Não escolher a melhor frase nem o melhor livro;
6. Repassar para outros 5 blogs.
Vc é a quinta pessoa que repasso. Espero que gostes.
Beijos, Lorena, digo, Alessandra

Ron Groo said...

Sabe Alessandra, eu ando desiludido de futebol... Muito pra ser sincero.
Mas hoje me peguei devaneando sobre o Corinthians. Oras... Afinal ainda sou torcedor de um time rival, não é? Sou santista. E vou lhe dizer uma coisa. Eu torceria pelo Gremio contra o timão sim. Se o caso fosse outro.
Se por acaso uma derrota frente ao tricolor gaúcho tirasse do Corinthians o título. Ou uma vaga para a Libertadores. Torceria para o Gremio nestes casos. Mas para ver o Corinthians rebaixado? Pra que? Que prazer daria? Ver um rival vencido é bom. Saber que ele é forte e foi vencido. Da prazer. Mas ve-lo humilhado? Que prazer há nisto? Onde está a esportividade?
Acredito que o Corinthians não cairá. Posso me enganar, mas acredito. Então no domingo na hora do jogo, que vai parar São Paulo, vou ficar quieto.
Ontem assistindo o jogo enquanto batucava algumas letras em meu teclado tentando me concentrar no meu texto ouvi a canção entoada no Pacaembú. Aquilo me arrepiou, me emocionou... Sinceramente, mesmo santista, senti uma vontade enorme de estar lá e me juntar aquelas 30 mil vozes. Desliguei o pc e me concentrei no jogo. Foi realmente fantástico. Duvido que algum sociólogo possa explicar aquilo.
E sei que você se diz aposentada. Mas sei que lá no fundinho, bem lá no fundinho do teu coração branco e preto deve bater uma dorzinha. Se não pelo time, que é horrivel mesmo, pelo escudo, as cores... Sei lá! Devaneio de alguém que sempre se propõe a entender a alma alheia. E nem sempre consegue.
Abraços.

Valeria said...

Alê, eu tb não assisti o jogo.
Por medo. De enfartar.
Não sou a mais apaixonada por futebol, sou hiper crítica. Mas, não consigo ver o Corinthians jogar sem me emocionar. Então, evito vê-lo em decisões.

Mas, esse gol contra, atribuído ao Alan Kardec foi demais!Uma amiga vascaína hj me disse q foi um gol doutrinário :(

O Chato said...

No estádio não consegui dormir... Agora a Globo disse que as chances do Todo Poderoso cair são de 58% ante 53% do Goiás. Ou seja, se não tivermos sorte até agora, porque vamos ter contra o Grêmio, que briga pela Libertadores?
ô tristeza...

niltonhc said...

Oi Alê!

Quando você contou isso no treino de hoje, na mesma hora achei que foi uma decisão muito sábia! Hehehe...

Bjs.
Nilton