Tuesday, February 27, 2007

Jogo de adivinhação

Façam suas apostas! Quem é favorito ao Mundial de Fórmula 1 de 2007? Meus palpites estão lá no GPTotal. Aguardo vocês!

17 comments:

Herik said...

Ótimo seu texto, como sempre.
Meu palpite para 2007 na F1 é Raikkonen. Agora uma pergunta que me ocorreu quando você descreveu o finlandes como pouco refinado. Não seria ele um novo Mansell?
Grande abraço.

Alessandra Alves said...

herik: é uma comparação bem procedente. um jeito meio abrutalhado de pilotar, um certo destempero fora das pistas. engraçado é ter outro brasileiro como companheiro de equipe. será que a história se repete? vivemos em ciclos, sempre?

herik said...

Alessandra,
Acho que nesse caso o ciclo não se repete simplesmente porque os brasileiros são muito diferentes. Acredito que a diferença entre Massa e Piquet é, mais ou menos, daqui ao Sol.

Hugo Becker said...

Alessandra, acompanho o site GP Total e seu blog constantemente, pode-se dizer que sou um daqueles vários "leitores mudos" que quase todos os blogs e sites tem. Eventualmente escrevo cartas que são publicadas em destaque pelo GP Total.

Concordo em quase tudo sobre o que você escreveu. Enviei, na semana passada, um texto muito parecido com o seu, traçando parâmetros para a temporada que está prestes a iniciar.

Porém, notei alguns pequenos detalhes que podem ser facilmente alterados no texto: Em algum momento você escreveu "Haikkonen", quando o correto seria "Raikkonen"; e também escreveu "James" Button, quando o correto seria Jenson Button. Claro que não se trata de você não saber os nomes, creio que essa mistura de nomes diferentes de tantas nacionalidades tenham te confundido!!hahaah

Desculpe-me se pareci pretensioso ou arrogante, não foi minha intenção, talvez eu esteja apenas tentando salvar a minha futura vaga como Revisor, para quem sabe um dia, finalmente, ser jornalista automobilístico como você!!hahahaha

Sou teu fã. Forte abraço.

Hugo Becker said...

Herik, não podemos comparar um tricampeão mundial do quilate de Piquet com o ainda promissor Felipe Massa, da mesma forma como não podemos comparar o instável Kimi Räikkönen com o também instável mas competente Nigel Mansell, campeão mundial de 1992.

A dupla da Ferrari tem condição de gravar o nome na história da categoria tanto quanto fizeram Piquet e Mansell, pois talento não lhes faltam. Mas ainda é cedo, e sinceramente, essa coisa de comparação é um dos grandes males do mundo. Vide a eterna e infindável discussão sobre Schumacher e Senna... Abraços!

Hugo Becker said...

ah sim, aqui vai o meu blog, caso tenham interesse em ler:

http://viajanteclandestino.blogspot.com

Anonymous said...

O inicio dessa temporada está cheio de novidades ,e já estavamos acostumados a mesmice dos anos anteriores.
Primeiro um Bicampeão mudando de time, e está todo mundo apostando em Alonso,algo muito natural,mas eu pergunto se o motor Mercedez vai parar de quebrar,este é o primeiro grande obstaculo de Alonso ao meu ver.
Segundo a minha querida Ferrari ,taí a grande chance de Massa se firmar definitivamente como um grande piloto,Raikkonen vem cheio de responsabilidade de ocupar a cadeira do maior piloto (estatisticamente)de todos os tempos,e não vejo nele o mesmo comprometimento que tem o brasileiro com o time.Vai ser um ano decisivo pro Massa.
Terceiro a Renault, acho que o Fisico é um erro,mas só o pessoal da Renault é quem realmente sabe das capacidades do italiano,será que ele era peça fundamental no desenvolvimento do carro nos ultimos anos?Acho que só este fator faria sentido na continuidade dele.
Quarta a BMW ,se o carro não estava tunado nos testes pré temporada os alemães acertaram a mão desta vez e poderão ser a grande chave na disputa do campeonato,pois irão disputar pontos preciosos com os principais candidatos.
O restante deve disputar uma temporada parecida com os anos anteriores,a unica que me parece diferente é a Red Bull pois vejo que seu carro tem muito o que desenvolver e pode ser uma grande surpresa no decorrer do ano,gostaria muito de ver o Weeber em um carro realmente rapido.

Jonny'O

Gabriel Izar said...

Acredito que o mundial de pilotos será decidido entre Alonso, Kimi e Massa, já o mundial de construtores será da Ferrari. É a dupla mais forte do ano e o carro andou bem nos treinos.

As decepções mais uma vez serão as japonesas Honda e Toyota.

A surpresa será a BMW.

Torço por uma recuperação da Williams, por se tratar do último garagista sobrevivente na F1, mas ver a equipe campeã novamente só com milagres.

Alessandra Alves said...

hugo: muito obrigada pelas revisões e não se desculpe por isso! um dia, ainda conto aqui a história de um leitor da folha que infernizava a nossa vida nos idos de 91, 92 (nossa= minha, do flavio gomes, do mario andrada e silva etc.). mas, definitivamente, não é seu caso. agradeço de verdade pelas observações.

eu concordo inteiramente com você sobre o caráter inócuo das comparações, ainda mais em épocas distintas. e também concordo que a dupla da ferrari tem grande potencial. tomara que eles não briguem, para o bem de todos! (não sei se alguém já percebeu, mas detesto animosidades, sou 100% "lelê paz-e-amor" hehehe).

jonny´o: sabe que também estou curiosa e levemente animada nesse início de temporada? acho que a saída do schumacher vai dar uma oxigenada na categoria. um ciclo se encerrou, começa-se outro (talvez, o ciclo schumacher tenha terminado de fato em 2004? será?).

gabriel: estamos de mãos dadas na torcida pelo velho frank. que ele resista é meu desejo. torço muito para isso, até pelo bem da fórmula 1. hoje, as montadoras dão as cartas por lá mas, será sempre assim? eu lanço dúvidas permanentes quanto a isso. estar na fórmula 1, para as montadoras, é uma estratégia, muito mais de marketing que de qualquer outra motivação, na minha opinião. e se começarem a sair, quem vai restar?

Anonymous said...

Quanto a Willians,vou destoar um pouco da opinião de vocês,acho que quando a equipe Willians estava por cima ,ela realmente nunca se viu como um independente como de fato é, e nunca lutou pelos pequenos ,talvez por pura falta de visão do futuro,agora está assim ...

Jonny'O

valéria mello said...

Concordo com você sobre o Alonso. Também acho que ele vem forte para mais um título, o problema é como o carro vai se comportar. Acho que a briga fica entre ele, Massa e Kimi e penso que a Ferrari vai experimentar dias de enorme rivalidade entre seus pilotos e talvez essa briga seja decisiva para o campeonato.

Outra coisa: o que você achou desse momento ecológico da Honda? E do carro?

Abraços.

Mario Lago said...

oi alessandra, tricolor na área!!!
eu, um simples "less f-1 cockpit", para não torcer contra só aposto em quem torço. antigamente apostava em piloto bota, que rasgava a barata a cada curva em power slides insanos, independente de sua nacionalidade. hoje, com tanta tecnologia embarcada tornando curvas não mais que retas tortas e o exagerado 'low profile' embutido nestes garotos prodigios, acabo torcendo mesmo é pela bandeira pátria. ano passado, arrisquei minhas fichas e meus oitenta mangos (no brv) em nome de rubens. este ano, vou de massa, sem prejuízo, é claro, de uma leve torcidinha pelo biriteiro (quebra protocolo) kimmi. aliás, falando em aposta, fica aqui o convite para vc, seus leitores e fãs participarem do maior bolão de f-1 de todo o universo conhecido, organizado pelo victor martins do site grande premio, a quem vc, com certeza, já conhece. para quem se interessar o e-mail para contato do bolão 'brv' é: (vitonez@terra.com.br). além de torcer e poder faturar algum (hé! hé!), diverte-se um bocado com a verve solta da garotada.

herik said...

Olá Hugo.
Apenas quis fazer um parelelo de característica entre Mansell com Raikkonen baseado em uma observação da Alessandra.
Concordo que não há como comparar pilotos de épocas diferentes. Entretanto acredito ser possível verificar características semelhantes entre eles mesmo com tantas diferenças.
Acho que Mansell era mais um paspalhão. Mas seu trato com um carro era de um "carinho"... Algo que, parece, faz o Raikkonen também.
A comparação que faço seria, mais ou menos, comparar uma pessoa romantica de hoje com uma a 100 anos atrás. São românticos, mas diferentes.
Quanto ao Massa, não vi nele, ainda, capacidade para ser enquadrado como um grande piloto. Aliás, quando vejo os torcedores se manifestarem sobre o brasileiro um grande piloto e etc, se esquecem que ele está na F1 há um bom tempo, tomou um pau homérico do Fisichella quando estava na Sauber e, recentemente, fez uma primeira metade do campeonato de 2007 de forma pífia. Ter alguns desempenhos bons como na Turquia e Brasil e tantos outros ruins mostram como ele é irregular. Igual ao Barrichello.
Por isso acho que ele não é forte candidato ao título.

Vinícius said...

Alessandra

Vi sua coluna no GPTOTAL e queria lhe fazer uma perguntinha:

Na disputa interna da BMW-Sauber para quem você esta torcendo, Heidfeld ou Kubica , pergunto isso porque você escreveu uma coluna no GPTOTAL sobre ele na época do vestibular da Williams em que o Alemão derrotou Pizzonia . Você ainda o tem como um dos seus preferidos ou não ?

Marcio Gaspar said...

Por mim, a Formula 1, com todos os seus pilotos, tecnicos, engenheiros e capitalistas boçais podia acabar numa grande fogueira que não deixasse um único parafuso ou roda pra contar como foi. Nada contra você, querida e talentosa amiga virtual, ou contra os que gostam dessa coisa que chamam de 'modalidade esportiva'. É só vontade mesmo de chutar o balde - MORTE À FORMULA 1 E AO AUTOMOBILISMO EM GERAL!!!

Alessandra Alves said...

valéria mello: engraçado foi que, quase ao mesmo tempo que você postava, eu conversava com o querido luis fernando ramos, o ico, também colunista do gptotal, e falávamos exatamente desses três nomes como favoritos. acho que vai ficar entre eles, sim.

sobre o eco-honda: só mais um pouquinho de paciência, vou postar sobre isso aqui.

mario lago: acho o massa uma ótima aposta e talvez eu aé participe do bolão do vitor este ano. quero arrancar uns tostõezinhos da moçada!

herik: adorei a história dos românticos! quanto ao massa, eu estou dando um voto de confiança a ele, sim. acho que os bons desempenhos na segunda metade da temporaa de 2007 podem ser indício de uma evolução. é certo que ele tem sido meio ciclotímico em sua ainda curta carreira, mas acredito na capacidade e evoluir. e outra coisa que me anima no massa é sua postura na equipe. ele desempenhou o papel de segundo piloto com muito mais inteligência que o barrichello, sendo favorecido pelo momento, com a aposentadoria do schumacher. a cabeça ajuda mais que a bota, eu creio.

vinicius: pois é, minha questão com o heidfeld é, digamos, "um lance de nome". desde que ele estava na f-3000, eu ouvia esse nome - nick heidfeld! - e achava que era nome de campeão. tenho essas coisas com nome. na copa de 98, muito antes da final, eu ficava falando para todo mundo que um cara chamado zinedine zidane não veio ao mundo à toa. deu no que deu. (para meu espanto, no dia daquela final, o chico buarque escreveu sua coluna no estadão falando exatamente isso! de como o nome zinedine zidane ecoava em sua mente e parecia conter um poder próprio!). anyway, o heidfeld até hoje não conseguiu encantar ninguém na fórmula 1. é certo que este ano ele terá, talvez, sua maior chance, mas não sei mesmo se mantenho minha torcida por ele, pois adorei a ascensão do kubica no ano passado, foi a melhor novidade de 2006, na minha opinião. só quando os dois forem para pista é que vou ver para que lado meu coração balança. algo que me incomoda nos dois é essa briga entre eles. não gosto disso, detesto animosidade.

marcio gaspar: hahahahahaha adorei sua sinceridade. o irônico é que eu quase fui linchada em praça pública pela primeira coluna que escrevi no gptotal, chamada justamente "a fórmula 1 não serve para nada". ela foi mais ou menos como aqueles romances à clef que permitem dúzias de interpretações diferentes. se você tiver interesse em ler, aqui vai o link:

http://gptotal.com.br/

(vá em colunas, alessandra alves, colunas antigas)

Vinícius said...

Alessandra

Obrigado pela resposta, eu também gosto do Heidfeld,e mesmo que o Kubica o vença,não mudará nada para mim.

Quanto a disputa entre os dois, claro que isso não é lá muito bom, mas veremos se a BMW consegue controlar os animos deles,quanto ao Kubica, é inegavel que ele foi muitissimo bem, mas também é inegável que ele é(ainda) muito inconstante, repare que depois do pódio na Itália, ele pouco fizera nas ultimas corridas do ano, repare que nos testes de pré-temporada ele não tem arrasado Heidfeld com tanta frequencia,sendo que o alemão tem ficado na frente dele em varias oportunidades(como nos testes de hoje no Bahrein, Heidfeld foi o 10o e Kubica o 12o com pequena diferença).

Ok, se testes de pré-temporada não valem muita coisa, porque se valessem os dois estariam disputando o titulo entre eles, mas não deve decepcionar, acredito que podem beliscar um pódio ou outro, mas vitórias ainda é uma perspectiva muito distante, apesar da BMW ter evoluido.

Voltando a disputa, se Kubica demonstra ser ter maior velocidade, Heidfeld tem maior experiencia e é mais constante que o polonês, mas não espero um massacre de nenhum dos lados.

Quanto ao Heidfeld não ter encantado ninguém na F-1 , não vou comentar,mas repare que fora Alonso, quem realmente encantou na
F-1 ?
(inclusive Massa, mesmo tendo evoluído muito, ainda está em duvida,quanto a suas reais possibilidades)

Pode parecer bobagem, mas estou vendo em Heidfeld neste ano a mesma situação que Button viveu em 2004, o inglês mesmo tendo vencido Villeneuve no duelo interno da BAR,ainda tinha sua capacidade posta em duvída, em com o carro da BAR em 2004 rendendo conseguiu ir bem(ainda que nos anos seguintes, não tenha tido carros não muito bons).

Espero estar certo quanto ao Heidfeld neste ano que ele dêo melhor de si em 2007.

Até Mais Alessandra.