Tuesday, December 25, 2007

Rock Nacional - Top Ten

Se, há vinte anos, alguém me falasse que um dia eu me dedicaria a listar os dez melhores rocks nacionais de todos os tempos, eu mandaria internar o sujeito. “Rock nacional, eu, escolher os melhores?”

Naqueles tempos, os perdidos anos 1980, eu desprezava totalmente o rock brasileiro. Era o período em que eu me dedicava a escrever cartas para o extinto “Programa do Zuza”, da Rádio Jovem Pan. E os grupos nacionais de rock eram meu alvo preferencial.

Quem lê este blog há algum tempo deve estar confuso. “Mas essa mulher não adora Rita Lee, Mutantes, The Beatles, The Police, U2 etc.???” Ah, mas como já diria Rimbaud, “não se é sério quando se tem dezessete anos”, e eu preferia mesmo ser essa metamorfose ambulante. Já adorava todos esses, mas abominava Blitz, Barão Vermelho, Paralamas do Sucesso, Ultraje a Rigor e bandas menos renomadas que surgiram naquele tempo e, afinal, acabaram mesmo merecendo o limbo, como Rádio Táxi, Erva Doce, Sempre Livre e outros.



Duas bandas começaram a minar minha resistência ainda naquela época – Titãs e Legião Urbana. Segui gostando cada vez mais de Titãs, e recuando tanto quanto no apreço ao Legião. Muitos anos depois, já adulta, comecei a prestar mais atenção à produção daquela época, talvez influenciada pela aceitação que nomes como Cazuza, Nando Reis, Arnaldo Antunes e Herbert Viana passaram a ter no “alto escalão” da música brasileira. Confesso, algo constrangida: com a chancela dos medalhões, eu passei a ver aqueles roqueiros com outros ouvidos.

E comecei a gostar cada vez mais da produção que essas bandas fizeram ainda em seus primeiros anos. Até que, há algumas semanas, ocorreu-me propor uma eleição dos dez melhores rocks brasileiros de todos os tempos, talvez um armistício definitivo entre mim e o gênero, e um pedido de desculpas por tantos impropérios na época do Zuza.

O post demorou por dois motivos – falta de tempo e dificuldade em chegar aos Top Ten. Quem diria... Eu, indecisa entre rocks nacionais. Adotei alguns critérios. A preferência é por rocks genuínos, com andamento acelerado e muito barulho. Dessa forma, ótimas canções de grupos originalmente roqueiros, mas que não fossem rocks genuínos, estariam fora. Caso, por exemplo, da excelente “Lanterna dos Afogados”, dos Paralamas, ou de “Cegos do castelo”, dos Titãs. Outro critério: ser cantada em português, o que de cara tirou uma das minhas preferidas dos Mutantes – Technicolor.

Nos casos de alguns artistas e bandas, a produção é tão grande e representativa que tive de fazer a seleção na base da eliminatória. Selecionei três ou quatro de cada para chegar à escolhida. Ainda assim, há na seleção músicas que são praticamente as únicas memoráveis de alguns grupos, o que não inviabilizou sua presença entre as Dez Mais.

Vejam nos posts abaixo as minhas escolhidas, em ordem cronológica, estando todos convidados a opinar, concordar, discordar, acrescentar. Os comentários se concentram neste post de abertura, OK? Aqui, vocês sabem, impera a democracia.

14 comments:

Andréa N. said...

Nossa, que lista excelente! Tô contigo em TODAS.

Anonymous said...

Olha Alessandra ,nem sei se pode classificar como Rock mas aquela musica do Dalto "Cuida bem de mim" marcou bastande os anos 80 .
O resto está perfeito ,sem mudar uma vírgula.

Jonny'O

Cynthia said...

Sempre gostei de rock nacional, né Alê.... Blitz logo de cara, acho que pelo visual mais do que pela música.
Homem Primata, Tempo perdido, Inútil e Há tempos são as minhas preferidas. Cazuza só fui gostar bem depois.
Caraca... eu curti muito RPM. Não é o melhor rock do mundo, mas eu dancei muito e poder gritar "tesão" bem alto era uma transgressão razoável para uma menina de colégio de freiras.

Ron Groo said...

Ok, dos mais importantes temas do ano, rsrsrsrrs brincadeira, vamos lá, mãos a obra e vamos votar e opinar e...me impolguei!

Herik said...

Não tem jeito - e melhor que seja assim - mas músicas sempre estão relacionadas com o momento que passamos.
Eu comecei com Blitz. Aquelas músicas tipo "biquini de bolinha amarelinho" faziam bem à minha infância. "mais uma de amor" também era ótima.
Depois veio o Rádio Taxi com "Eva" para acompanhar a primeira paixão. Depois vieram "Menina Veneno", com Ritchie, "Lágrimas e chuva" do Kid Abelha... Bons tempos... Mas ainda na adolecência enveredei por Chico Buarque, Elis Regina, Gilberto Gil... Quando isso ocorre parece que a inocência "orelhística" vai embora e passamos a ficar mais reticentes com o chamado Rock Nacional.
Mas ainda assim gosto bastante, principalmente das bandas antigas ainda na estrada. Das novas que conheço só se salva a Nação Zumbi. E olhe lá.
Mas mudando de rumo, Alessandra, ouvi esses dias o "Fruto Proibido" de cabo-a-rabo. É sensacional! Agora estou correndo atrás do "Build Up", que tem uma das músicas mais singelas e bonitas que conheço: José. Adoro essa música.
Abração.

Celinho Boy said...

Bah, Alessandra. Me pegaste, né? Bem, pensar 10 rocks marcantes. Bem, eu sou péssimo em listas de 10 mais, eu passaria um post inteiro procurando por 10 músicas, pois além de ser um cara oitentista(logo não conheci outras músicas marcantes em minha vida). Notei que na tua lista não tem nenhuma pós anos 90. E será que hoje tu mandarias cartas pro Zuza no programa dele caso ainda existisse no que se refere ao rock nacional atual. Ainda vou tentar, eu disse, tentar fazer uma lista com os 10. Beijos Alessandra e Feliz 2008.

Ron Groo said...

Esqueci de por minha lista...:
Fabrica - Legião Urbana
Porrada - Titãs
Jogo de Calçada - Mutantes
Inútil - Ultraje
Selvagem? - Paralamas do Sucesso
Cidade em chamas - Engenheiros
Patria Amada - Inocentes
Pense e Dance - Barão Vermelho
Hoje - Camisa de Vênus
Raio de Sol - Arnaldo e a Patrulha

São todos rocks que dão um prazer enorme a quem ouve e a quem toca...purinhos...
abraços

valéria mello said...

Gosto muito das bandas e das músicas dos anos 80, trazem boas recordações da infância e começo da adolescência. Além das que você listou, tenho que falar no RPM, muito marcante na minha memória. E não posso deixar de fora Música Urbana, com o Capital Inicial, que faz parte daquela minha lista de músicas favoritas de todos os tempos.

Valeria said...

Putz, rock anos 80 é sacanagem. Eu adorava.
Vou tentar, mas nem sei se consigo uma lista de 10:
- Papai me empresta o carro - Rita Lee
- Olhar 43 - RPM
- Será - Legião Urbana
- Sociedade Alternativa - Raul Seixas
- Jardins da Babilônia - Rita Lee
- Inútil - Ultrage a Rigor
-Homem Primata - Titans
- Vida Louca Vida - versão Cazuza
- O tempo não Pára - Cazuza
-Meninos e Meninas - Legião Urbana
- Angra dos Reis - Legião Urbana

Fica dificil a escolha, até por não lembrar direito a época em que alumas músicas foram compostas.

Alexandre Ribeiro said...

Cara Alessandra:

Dei uma navegada pelo seu blog e gostei muito dele - primeira visita. É tão gostoso encontrar pessoas que compartilham pensamentos, gostos e atitudes similares às nossas... Sou aficcionado por F1, adoro Rock n' Roll e praticava corrida antes de me tornar sedentário, mas voltarei à ativa, se Deus quiser - preciso arrumar um jeito de driblar a falta de tempo e de coragem de recomeçar.
Li seus comentários sobre o show do POLICE e concordo em gênero, número e grau com tudo o que você disse, inclusive sobre os chatos de plantão que sempre criticam a volta de velhos dinossauros do rock. Quem dera tivéssemos Mr.Dark Horse e Lennon para sonharmos com uma volta dos Beatles, podia ser só para tocar as antigas que não haveria problema algum.
Farei uma rápida rememoração das minhas preferidas do rock nacional , seguindo os critérios que você escolheu, e retorno aqui com minha lista.
Parabéns pelo blog tão interessante.

Alexandre Ribeiro said...

Eis a lista, em ordem de lembrança:

1 - Paralamas do Sucesso - Trac-trac (versão ao vivo do álbum Uns Dias)
2 - Ira! - Quinze anos
3 - Titãs - Polícia
4 - Lobão - Canos silenciosos (versão ao vivo do álbum Vivo)
5 - Kid Abelha e os Abóboras Selvagens - Lágrimas e chuva
6 - Plebe Rude - Até quando esperar
7 - Camisa de Vênus - Só o fim
8 - Heróis da Resistência - Esse outro mundo
9 - Ultraje a Rigor - Inútil (versão ao vivo do álbum 18 Anos Sem Tirar: - guitarras que parecem até Iron Maiden)
10 - Legião Urbana - Ainda é cedo (versão ao vivo do álbum Música para Acampamentos)

Alessandra Alves said...

andréa n.: mais uma vez, nossa sintonia é grande!

jonny´o: essa música é dessa mesma época, você tem razão, mas não é rock, né? qualquer dia desses, vou escrever sobre a parada de sucessos daquele ano, 1982, e tenho certeza de que quem viveu vai se lembrar.

cy: putz, você tem razão. o rpm foi um grande fenômeno de massa da música brasileira. faz tempo que não ouço nada deles. quem sabe não me reconcilio, também? o fato é que, na hora de escolher as dez, eles não pintaram com nenhuma forte candidata entre minhas favoritas.

herik: essa "eva" tocou demais, lembra? e eu achava pentelhésima! hahahaha
sobre "fruto proibido", por coincidência também comprei esse cd recentemente. eu tinha o lp, mas pela pouca praticidade de ouvi-lo, acabei ficando um bom tempo distante dele. que tremendo disco! que p... disco! hoje mesmo, voltei do treino ouvindo, difícil dizer qual daquelas músicas é a melhor, qual o melhor arranjo. o disco abre com "dançar pra não dançar", com um pianinho meio charleston no começo, um hino ao hedonismo nas palavras. e vai com "agora só falta você", "cartão postal", um senhor blues com letra de paulo coelho, a sensacional "esse tal de rock enrow" e uma pérola chamada "luz del fuego". ufa! imperdível, um dos grandes discos de rock da história da música brasileira.

celinho: bem notado, rapaz. nada dos anos 1990 na minha lista. também pensei a respeito. a resposta, eu dou de coração: sinceramente, não conheço suficientemente o rock brasileiro dos anos 1990 e deste século 21. tenho poucas referências de bandas como raimundos, rodox, cpm 22. por incrível que lhe possa parecer, eu gosto da pitty, gosto do vigor da sua voz, do teor das suas letras e admiro a simplicidade da banda que a acompanha regularmente. talvez por influência de rita lee, acabo sempre simpatizando com mulheres que também compõem, especialmente rock. um grande 2008 para você também!

ron: ótima sua lista. e você acabou colocando duas músicas que relutei muito para tirar da minha. "fábrica", do legião, e "pense e dance", que acho um tremendo rock. aliás, acho o frejat um tremendo músico e compositor, além de ter uma voz super característica e boa para se cantar rock. você colocou uma música do arnaldo e eu pensei em colocar algo dele do "lóky?", que eu considero um disco fundamental, um trabalho de gênio. mas já tinha uma de mutantes e uma de rita lee. daí se eu coloco do arnaldo, era meio demais, né? fora que esse disco, o lóky, é maravilhoso e tal e coisa, mas não tem guitarra! caramba, um disco de rock sem guitarra?! isso funde minha cuca, bicho!

valéria mello: pois é, o rpm arrasou os corações das moçoilas naqueles tempos, né?

valéria: papai me empresta o carro é outro tremendo rock da rita. "na minha idade você pintava o sete/ mamãe tem ódio de uma tal elisete". sensacional!

alexandre: seja bem vindo e muito obrigada pelas palavras. esse tipo de azedume de quem critica os dinossauros sempre me parece aquela coisa - dor de cotovelo. nem todo crítico é um artista frutrado, mas alguns não escondem esse rancor, né?

você citou paralamas e acabei ficando frustrada por não ter colocado na minha lista também. acontece que as músicas do paralamas de que mais gosto não são rocks genuínos - como "lanterna dos afogados". e, entre os bons rocks deles, acabei achando que não batiam os que escolhi afinal. mas gosto muito da banda!
apareça mais vezes!

Andréa N. said...

A seleção do Alexandre também ficou bem legal.

Anonymous said...

pois e.. e a banda metro com a virginie e sua voz doce. e leo jayme, joao penca e seus miquinhos, capital, nem se fala, meu que epoca<<<<