Tuesday, September 18, 2007

F1, canonização e guerra

.
Prometi que ia abordar o tema da punição aos pilotos da McLaren, que não houve, e o faço, com uma terrível vontade de encerrar logo este assunto. Já deu, cansou, enjoou, e acho que a maioria concorda.

Desde antes da punição, como deixei claro em minha coluna "Campeão café com leite", no GPTotal, eu não conseguia conceber uma exclusão da McLaren que não eliminasse também Alonso e Hamilton. Já repeti a frase aqui: o espanhol e o inglês não disputam o atual campeonato a pé, mas a bordo dos McLaren acusados - e considerados culpados - por utilizar informações sigilosas da Ferrari.

De lá para cá, revelações se sucederam. E-mails trocados entre Alonso e o piloto de testes Pedro de la Rosa, acusações de chantagem, delação premiada etc. Só não se provou, pelo menos por enquanto, que Hamilton estivesse no rolo, aproveitando-se igualmente das informações obtidas.

Não vou julgar sem conhecer os fatos - se Hamilton foi ou não beneficiado por dados obtidos de forma ilícita do principal rival - mas acho pouco provável que nenhuma informação fosse parar no carro do inglês. Ainda mais que tal troca de correspondências tenha se dado no início do ano, antes, portanto, do clima azedar entre Alonso e Hamilton. Acho natural que os acertos de um fossem repassados aos do outro, porque afinal é a mesma equipe. Mas não dá para afirmar, não nos foi dado a conhecer.

Mesmo assim, punir a McLaren e livrar seus dois pilotos só tem uma razão, não baseada na lógica nem na justiça: manter a chama do campeonato acesa. Coisas de showbusiness, que nada tem a ver com esporte ou com o que acreditamos ser uma competição honesta.

Não dá para separar as coisas, culpa da McLaren, inocência dos pilotos, e apelo para a coerência. Quantos de nós, de vocês, de todos aqui não dissemos, em algum momento, que Schumacher só venceu tudo porque tinha o melhor carro do grid? Quantos não dissemos, antes disso, que Senna só gramou na McLaren em 92 e 93 porque não tinha em suas mãos uma Williams? Quantos não dissemos que foi uma pena Alesi não ter o melhor carro no melhor tempo, ou Heins-Harald Frentzen, ou Jenson Button?

Ora, o melhor piloto não ganha do melhor carro, pelo menos não em condições regulares, com constância. Portanto, se o carro tem alguma vantagem competitiva, lícita ou safada, o piloto que o dirige também tem.

Por fim, uma palavra sobre Alonso. Do final da semana passada até agora, o espanhol virou o demo. Apontado como manipulador, chantagista e até aliciador, Alonso já foi chamado aqui e ali de Dick Vigarista. Longe de aprovar métodos escusos, acho apenas que nada disso surpreende quem se acostumou a ver os maiores vencedores das pistas em ação.

Campeões de Fórmula 1 ou de qualquer esporte de alto nível não são seres iluminados em busca do processo de santificação. Antes disso, são guerreiros obstinados, por vezes inescrupulosos, que não medem conseqüências para vencer. Jogar o carro para cima do rival, manipular processos e pessoas, arregimentar seu próprio exército. Alonso tem o perfil, não me surpreende.

As últimas notícias dão conta que Alonso ofereceu dinheiro aos mecânicos da McLaren por vitórias dele sobre Hamilton. Oh, o aliciador! Menos, gente, por favor. Isso é mais velho que David Coulthard: consta que o ex-piloto Alex Dias Ribeiro, em seus tempos de Fórmula 3, tinha como companheiro de equipe o sueco Gunnar Nilsson, e sentia que a equipe dava mais atenção ao colega que a ele. Descobriu depois o porquê. Enquanto o evangélico Alex presenteava seus mecânicos com exemplares da Bíblia, Nilsson distribuía farto sortimento de revistas para adultos...

11 comments:

Ron Groo said...

Entendi. E chega mesmo deste papo. A tal chama do campeonato só continua acesa mesmo para as Mclarens, como sempre este ano. A disputa na pista se resumiu a 4 pilotos e aos treinos de sábado. Não foi um campeonato tão disputado assim. Tanto que dei mais atenção em meu blog ao 'fundão' que é em condições normais de corrida (Ferrari e Mclaren chegando com os dois carros) do 4º para trás. Lá sim houveram ultrapassagens, encontrões, pancadões,f1 emfim.
E uma ultima palavrinha sobre Alonso. Pior seria se ele desse dinheiro pros mecanicos do Lewis. Pros dele funciona como o 'bicho' no futebol. Como diria Falcão, pior seria, se pior fosse.

Anonymous said...

Bem,o Gunnar Nilsson era sueco né!

Por fim ,o campeonato continua ,e para mim a unica coisa decente que poderia acontecer seria o Kimi vencer,o que já é dificil.
E esse negocio de vencer a qualquer custo começou em 89 ,ou seja o professor Prost fez no minimo 3 alunos ,que superaram o mestre,diga-se!

Jonny'O

Herik said...

Acho também que há muito pouco a ser dito sobre tudo o que aconteceu recentemente na F1.
Eu apenas posso torcer por um improvável título de Raikkonen.
Mas uma coisa é certa: graças a Deus que não consigui comprar ingressos para o GP Brasil. Se tivesse gastado um tostão para ver uma corrida desse campeonato esquisito ficaria arrependido pelo resto de meus dias.

Eloisa said...

Eu vou começar o movimento BMW Campeã 2007!
assim ninguem tem duvida se o carro estava ou não beneficiado.
concordo que o Fernando está sendo soterrado,mas fazer o que né? Antes de ontem o Times, O TIMES, THE TIMES, estava dizendo que ele tinha que pedir demissão que era um absurdo..a buaaaaaa
todo mundo para pista e que venha 2008

Alessandra Alves said...

ron: bem lembrada a diferença entre "mala preta" e "mala branca". o estímulo de alonso pode ser comparado àquelas campanhas de incentivo que algumas empresas fazem. e, afinal, se o cara ganha mais de 30 milhões de dólares por ano, que custa fazer um agrado aos mecas, né?

jonny´o: a improvável vitória de kimi foi o que nos restou, concordo. pronto, virei ferrarista!

herik: se é que o campeonato se decide mesmo só nos brasil, né? porque dependendo do que acontecer na ásia, termina por lá mesmo.

elô: apoiado! bmw campeã, mas só se for com heidfeld, um dos meus pilotos preferidos dos últimos tempos.

pcbernardes said...

Brou,

Sobre punição, já mudo de assunto. Achei ótima a explicação do Senador Crivela sobre o bom motivo do voto secreto: na Bíblia, está escrito que não devemos ser justos em demasia, porque talvez a pena que daremos aos outros não daríamos a nós mesmos. Perfeito.

Herik said...

Alessandra,
A questão nem é se o campeonato será ou não decidido na corrida do Brasil. Seja qual for o resultado da decisão, Alonso ou Hamilton sendo campeão, para mim esse sempre será o campeonato do asterisco. Tudo o que acompanhamos ultimamente só nos deixa a certeza que o nome "Circo da F1" nunca foi tão merecido. Só não queria me sentir um palhaço ao para uma grana considerável para ver uma corrida que fez parte desse campeonato viciado.
E olha que minha vontade de ver uma corrida de perto é gigante, ainda mais porque aqui em Minas não há uma mísera pista sequer. O máximo que consegui acompanhar de automobilismo foram umas corridas de kart em Ipatinga e Campeonato Brasileiro de Rally na etapa de Ouro Branco. O resto é sonho.
Abração.

Alessandra Alves said...

brou: sem contar que, quando se aponta um dedo para o outro, ao mesmo tempo se apontam três contra si mesmo.

herik: deixe passar este campeonato do asterisco e planeje sim uma vinda ao autódromo para ver um gp do brasil. talvez até você chegue à conclusão de que vale mais a pena ver pela tv, mas vir pelo menos uma vez é uma experiência e tanto. tive muita sorte nesse aspecto: o primeiro gp do brasil que vi na pista foi o de 1991, histórica vitória de ayrton senna.

Groo said...

Gente, perdoe, mas depois de ler alguém citar Crivella... Meu Deus, será que alguém que enriquece as custas de dinheiro de velhinhas crédulas e desesperados, prometendo lugar no céu pra quem der 1000,00 reais é dignor de citação seja lá em qual esfera for?
Tô dizendo isto porque vi. E olha o que se vê nos bastidores da instituição que levou este senhor ao poder é de dar medo em traficante do Rio. Perto dele o 'demonismo' que se lançou sobre Mclarem e Alonso é coisa de criança. Mais uma vez desculpe falar sobre isto aqui, mas Crivella e IURD é coisa de polícia.

Thiago said...

Olá, tudo bem?
Assim como você eu tenho um blog que fala de fórmula 1. Sabemos que o legal de um blog é quando as pessoas entram nele e comentam, afinal de contas, um blog sem leitor é um blog morto.
Como é difícil tornar-se conhecido neste meio, gostaria de propor a você uma troca de gentileza que é um referenciar o blog do outro. Mas entenda, gostaria que você fizesse isto apenas se julgar que meu blog é um blog interessante para não sairmos por aí referenciando apenas por referenciar.
O endereço do meu blog é: http://cafecomf1.blig.com.br , espero tua visita e caso resolva aceitar a troca de referência, deixe um mensagem lá para que eu possa inseri-lo nos meus favoritos.
Obrigado pela atenção.

Thiago Pereira Raposo

Anonymous said...

Tudo bem!Eu andava exausto de pesquisar ferramentas de ganhar dinheiro online ate que descobri uma pagina para ganhar dinheiro sem arriscar,aprecieimuito!
Coloco aqui a url para a comunidade http://www.estrategiaprocasinobonus.pokersemdeposito.com/ !
PS:amei imenso o teu espaco online bom trabalho!
abraço