Tuesday, June 09, 2009

Dúvidas



Leio a seguinte frase no noticiário do portal Terra:

"Na terceira colocação do grid, Barrichello teve problemas com uma falha de embreagem no carro que acionou erradamente o anti-stall (equipamento que coloca o câmbio em ponto morto para evitar que o motor desligue) e caiu para a 13ª colocação."

Dúvida: não foi isso que Lewis Hamilton fez no GP do Brasil de 2007, erro que lhe custou o título daquela temporada?

Outra dúvida: será que a embreagem fez isso por conta própria, ou teria sido erro do piloto?

(a foto é da AFP)

13 comments:

Robert said...

Segundo vários sites noticiosos, Ross Brawn afirmou que o erro foi de Barrichello...

Paulo Cunha said...

É a segunda vez que entra o anti-stall na largada. Na primeira vez a desculpa era que a temperatura da pista tinha mudado e toda a configuração da largada estava errada. Mas dessa vez eu até relevo a largada, prefiro a desculpa de que a relação de marchas estava errada e a 7 muito curta... Se estava ok para a qualificação, porque mesmo não estava para a corrida? Eles mudaram assim aerodinâmica (e poderiam)?
Mais uma para o rol de desculpas barrichelianas.

Daniel Médici said...

Pois é, Alessandra, também tive essas mesmas dúvidas, mas fiquei com medo de perguntar.

Nada contra essa F1 cheia de botões no volante, mas naquela época da alavanca de câmbio a F1 que a gente via nas páginas de jornal era mais legal.

Ron Groo said...

Se me lembro bem, no caso do Lewis, uma camera omboard mostrou quando, do nada um enomer N de neutro entrou no visor de seu volante. Mostrando claramente que foi uma falha do carro.

Não temos esta camera no caso do 1B, mas pode sim, porque não, ser o mesmo caso.

Agora... Lewis desceu do carro e disse: Pô gente,desculpa a falha foi minha...
E não era.

Já 1B desceu do carro e malhou o sistema.
E Brawn disse que não, que pode ter sido falha do piloto.

Uma questão de atitude né... Um assume erros que não são dele e chega a campeão do mundo.

O outro repassa aos outros erros que são dele e é o 1B pra sempre.

Perdi de vez a paciencia com ele.

Alessandra Alves said...

ron: só acrescentando um comentário ao seu comentário - reparou na fala do piloto quando ele "assume" o erro na relação de marchas? ele disse "nós erramos ao deixar a sétima marcha muito curta". ok. erro coletivo, dele e do engenheiro dele, provavelmente. mas, para mim, ficou parecendo aquela máxima de técnico meia-boca - eu ganhei, nós empatamos, vocês perderam...

Edu said...

Acredito em falha do RB, soltou forte demais o pé da embreagem sem acelerar o suficiente. é uma janela bem apertada e ele tem dificuldades a se adaptar a algumas coisas dos carros.
Pois se até o freio dele tem que ser de outro material porque ele não consegue freiar sem a tal "patada" no pedal.
Lembra que na Ferrari ele teve que se adaptar a usar o pé esquerdo para freiar enquanto o Schumacher já fazia há anos?
Ele erra, demasiadamente, descaradamente, e, pra gente, cansativamente.

Flavio Costa said...

Sim, o erro foi do Ruinzinho Burrichello...

niltonhc said...

Esta é mais uma das dúvidas que só serão respondidas quando finalmente for lançada a obra "A Fórmula 1 segundo Barrichello"...

Anonymous said...

Penso que a embreagem não seja no pedal,mas um botão no volante.Dizer que Rubens erra demasiadamente é injustiça.Pode até estar errando nesta temporada,mas na carreira toda os numeros falam o contrario.
Acho que ele não esperava um Jenson tão forte na atual temporada e está sentindo a pressão,ainda mais por não poder culpar a diferença de tratamento.Barrichello não é o braço duro que muitos brasileiros falam,nem um super piloto,apenas um bom piloto.Ainda faltam algumas provas para acabar o campeonato.Esperemos,pois.

Anonymous said...

Alessandra, o grande nome do momento e Ross Brawn no momento que a forças não poderiam se dispersar GP da espanha ele apostou e manobrou para o tinha mais pontos como o button não está errando ficou muito facíl.
Quanto ao Rubens está corrida e para ser esquecida.
Como dizem os agentinos CARRERAS SON CARRERAS.

Edu said...

Ratifico: Erra sim. Não sou da torcida contra, ao contrário, quando estava na Ferrari já fui ridicularizado por torcer por ele, e minha esperança era de que ele pudesse fazer uma temporada num carro competitivo sem o fenômeno Shumacher, e ele coloca a cereja no bolo ao mostrar que não é páreo para o Button que, sejamos sinceros, nunca pareceu ser brilhante. Só precisou ser competente.
Sempre me cansei das suas desculpas, e principalmente a falta de regularidade. Pegue um VT aleatório da Ferrari, ou até um da Brawn, e perceberá que sempre que ele sai do box seu desempenho cai drasticamente. E sempre temos que nos conformar que ele pegou um jogo de pneus ruins ou descalibrados. Quase sempre. É regra!
Se ele tivesse saído da F1 junto com a Honda, ficaríamos com a eterna impressão de que ele poderia ter ganho uma temporada, mas agora, não sei mais do que ele precisa. Talvez o melhor carro do grid sem companheiro de equipe.
Não é mau humor meu. Foi o próprio que me convenceu disso.

Edu said...

Anti-stall soa função para velhinha dirigir. Mas em teoria serve para qualquer sinal que o motor possa apagar, ele joga o carro para neutro. Então é alguma configuração automática, o anti-stall "manual" seria a embreagem.

O procedimento para largada é complicado e o piloto pode se embananar.

Me lembro de uma corrida em SPA, onde a largada foi abortada... Até Bernie apareceu no grid naquela ora.

Mas, quando deram sinal para largar novamente, deu para notar a cara de desespero do Montoya... Começou a apertar os botões no painel, mas não conseguiu largar.

Mário Salustiano said...

o que me pergunto é "afirmam tanto que o Rubens é um grande acertador de carros" e por que só o carro dele apresenta esses problemas estranhos, outra coisa que para mim não tem resposta, se a relação da sétima marcha estava errada no dia da corrida, como ele não percebeu isso nos treinos já que após a classificação não se mexe mais no carro, olha assisti por coincidencia hoje um programa chamado "grand prix history" e que abordou a carreira do Rubens até 2007,paradoxalmente é dito nesse programa que o brasileiro nasceu para não vencer um mundial de F1, acho que por essa razão a imprensa estrageira também não vê com bons olhos essa fama de chorão de seu Rubens, não quero ser tão impiedoso mas não consigo imaginar o Senna falando tanta asneira contra suas equipes quando seus carros não eram a fina flor

abs

Mário