Wednesday, February 06, 2008

É ou não é?

.


Eu não estava viajando nem pulando Carnaval. Passei os últimos quatro dias entre o convívio familiar e a saga de Ariano Suassuna, Romance d´A Pedra do Reino e o príncipe do sangue do vai-e-volta, livro mais conhecido simplesmente como "A Pedra do Reino". A leitura é um agradável compromisso junto ao Clube de Leituras do Biscoito, um blog fundamental para quem não tem preguiça de pensar.

Durante nosso recesso momesco, a Fórmula 1 fez testes em Barcelona. Em um dos dias, alguns torcedores espanhóis protagonizaram a cena acima, pintando o rosto e outras partes do corpo de preto, usando perucas e escrevendo em suas camisetas "Hamilton´s Family", ou seja "Família do Hamilton". Tive tempo de ler muitas reações a essa foto, em outros blogs, antes de postá-la aqui.

Chamou minha atenção uma opinião mais ou menos recorrente, pela qual a "brincadeira" desse grupo não poderia ser considerada racista. "Estão apenas imitando uma família de negros" era a justificativa desse grupo.

A guerra está deflagrada entre as imprensas inglesa e espanhola. Da ilha, partem editoriais inflamados, rotulando os espanhóis como um povo racista. Generalização perigosa, inútil e mentirosa, tal como usar "alemães" para sinônimo de "nazistas". Na península, os jornais minimizam o gesto, localizando-o como iniciativa de um pequeno grupo, sem isentar os administradores do autódromo por permitir tal manifestação.

Rumores apontam possíveis punições da FIA à Espanha, de multas até a suspensão das duas corridas previstas para a temporada de 2008.

Minha opinião: é racismo. Ressaltar características físicas de uma raça de forma pejorativa ou ofensiva é racismo. Em 2005 e 2006, o espanhol Fernando Alonso, ídolo desse grupo, disputou seu título diretamente contra pilotos de feições nórdicas. Primeiro, Raikkonen. Depois, Schumacher. E Schumacher, como de hábito, pegou pesado na disputa contra Alonso. No auge da refrega, não me lembro de ver ninguém nas arquibancadas com perucas loiras ou lentes de contato, "imitando" a família de nenhum dos dois rivais.

Fernando Alonso ainda não o fez, e já demorou demais, na minha opinião, mas deveria vir a público repudiar irremediavelmente a atitude dos torcedores. E a FIA deveria mesmo ir para cima das autoridades desportivas espanholas, exigindo que atitudes desse tipo sejam coibidas, sob o risco de se cancelarem as corridas.

Duas questões: o que você acha do tema? É ou não é um gesto de racismo?

E ainda: qual o papel da imprensa neste caso? Fotografar o grupo e divulgar a imagem pelo mundo é obrigação do repórter fotográfico que está lá? Ou o gesto deveria ser ignorado, diminuindo sua força? No mundo inteiro, como neste espaço, estamos agora falando do ato de racismo. Se a foto não nos tivesse chegado, não daríamos espaço para a "brincadeira" do grupo. Isso seria melhor ou pior?

Estou ansiosa por ouvir você!

27 comments:

Alessandra Alves said...

nosso representante na espanha, rafael duarte, é aguardado com ansiedade para informar sobre o tema!

Gustavo Alves said...

Brou,

1º) concordo que é racismo;
2º) acho que o tema deve ser ignorado pela imprensa;
3º) acho que as autoriades (todas as instâncias, inclusive a diretoria do autódromo) devem tomar as medidas cabíveis.

Acho que só cabe mesmo em sites de discussão (como este) a conversa sobre este tema.

Gustavo Alves said...

Brou,

1º) concordo que é racismo;
2º) acho que o tema deve ser ignorado pela imprensa;
3º) acho que as autoriades (todas as instâncias, inclusive a diretoria do autódromo) devem tomar as medidas cabíveis.

Acho que só cabe mesmo em sites de discussão (como este) a conversa sobre este tema.

Ron Groo said...

Não, isto não é brincadeira.
Sim , isto é racismo.
Sim, a imprensa tem mais é que documentar e divulgar, e se tiver que punir, azar. Se foi um grupo restrito de 8 ou 9 que se prenda então estes 8 ou 9. Se não o fizerem serão coniventes então que se tenha a punição sobre todos.
E mais uma coisa, o sábio Vovô Groo um dia me disse: Sabe Groo, por baixo da pele todo mundo é vermelho...
Eu levo isto a sérissimo.
Perguntem aos cidadãos da raça negra se eles acharam graça na tal "brincadeira"
Este assunto me deixa com azia... E olha que eu sou loiro de olho azul. Se fosse negro partiria para a luta armada.

valéria mello said...

Acho que é racismo sim e deve ser registrado no mínimo pra levantar a questão e provocar o debate.

Caíque. said...

RACISMO, nada mais a declarar.

Edu said...

Estou por fora do ocorrido, mas a imagem por si só não dá nenhum indício de racismo.

Um racista não se fantasiaria de preto. Se fantasiaria? Eu morri de rir dessa imagem, dos branquelos pintados de preto. Quando eu era criança eu me pintei com carvão pra ver como ficava com uma corzinha... kkkkk

Com certeza um racista por ideologia, politizado, o escambau, não se fantasiaria de preto. São no máximo tiradores de sarro politicamente incorretos.

Assim como os politicamente corretos não são exatamente santos, os politicamentes incorretos também não são o demônio...

Mas nada mais pró-racista que a idéia que alguém deva ser blindados por sua cor...

Valeria said...

É racismo sim. Deve ser divulgado. E as autoridades devem punir sim.
Aliás, não é a primeira vez q isso ocorre em relação a torcedores espanhois. E não ocorre só na fórmula 1. Ronaldinho Gaúcho e outros jogadores negros já sofreram com o racismo espanhol.
Tá na hora de começar a punir a Espanha nos esportes em que isso ocorrer (proibição de participar de campeonatos internacionais, de sediar campeonatos internacionais, etc).

Anonymous said...

Não foi só essa foto, as faixas que estavam nas arquibancadas tb diziam coisas não muito agradaveis.Se eu, que sou branquelo azedo, fiquei puto da vida, imagine os negros?!
Tem que divulgar mesmo.POrque com isso, e a pressão vinda de todos os lados, as medidas serão muito mais severas e imediatas do que se ninguem soubesse.A questão não é simplesmente esportiva, é social.É revoltante e inadmissível a atitude dessas pessoas.

Fernando said...

Cara Alessandra:

Creio que o episódio citado foi sim um ato racista, não só pelos motivos que vc levantou em seu texto como também pelo fato de torcedores, não sei dizer se foram só estes, chamarem Hamilton de "negro puto" e "negro de mierda", somando isso ao fato de que as pessoas presentes estavam atirando objetos aos boxes da Mclaren, como foi divulgado. A soma desses tres atos, ao meu ver, configura uma atitude racista. No entanto, não acho que as corridas programadas para a Espanha devam ser canceladas . Penso que essas pessoas devem ser punidas exemplarmente de acordo com a legislação espanhola, para inibir novos atos deploráveis. E também acho que tais imagens devem ser divulgadas e a questão debatida, para que cada vez mais possamos provar o quanto é ignorante o ato de racismo.
Obrigado pelo espaço concedido

Anonymous said...

Se fosse em outro lugar e outro momento onde caberia uma brincadeira assim ,mas ali ,e naquele momento onde é clarissimo uma disputa que saiu da normalidade esportiva entre Alonso e Hamilton .Não dá!

É no minimo decepcionante tudo isso nos tempos atuais ,principalmente em um pais rico europeu como a Espanha .

Jonny'O

Marcio Gaspar said...

é sim uma demonstração de racismo nojento, e dos mais deslavados e escrotos. e nesse caso, foi feito por uma minoria, mas com certeza 'suportado' pela maioria ali presente - de público a organizadores da bagaça. deve ser, é lógico, mostrado, repudidado, punido. aíás, são infelizmente comuns essas demonstrações racistas da pior espécie e não sei exatamente porque, elas são mais frequentes nos paises europeus latinos: espanha, italia e frança.

Marcio Gaspar said...

e agora, pra provocar... meu amigo ricardo soares - escritor, diretor de TV e jornalista - escrevu no blog dele (http://todoprosa.blogspot.com/): "automobilismo é uma atividade das mais idiotas , uma porção de marmanjos brincando de carrinhos e afinação de motores, queimando gasolina cara e elegendo valores pífios para celebrar o culto à vitória , à bandeira quadriculada , à miríade de mauricinhos vencedores de todo o planeta que viraram corredores ,e na visão da mídia descerebrada ,heróis e vencedores. Com todo o respeito ao defunto, triste do país que precisa de um herói como Ayrton Senna. Triste do país que tem como referências os Piquets, Fittipaldis, Barrichellos e Massas. Lógico que sou um acorde dissonante na ópera bufa que elege automobilismo como esporte e sinônimo de garra , vontade e perseverança quando na verdade é competição, grana, vaidade , consumismo,alienação e estupidez". UIA!!!

Herik said...

É racismo.

E, infelizmente, para muitos atitudes como essa são apenas brincadeirinhas. Não acho. Não se brinca com certas coisas. Não se brinca com assuntos que por vezes vem à tona como forma de insuar que uns podem ser melhores que outros. Não são. Se esse grupinho de espanhóis - que não representam o povo espanhol - fossem superiores em alguma coisa poderiam começar pela ótima qualidade de respeitar o próximo. Não foi o caso.

A estupidez não tem nacionalidade, cor, sexo... apenas é característica de homens e mulheres que insistem em permanecer na ignorância.

mario lago said...

alessandra, não seriamos todos, na essência, racistas?

Aline said...

É triste, dá vontade de chorar.

Anonymous said...

Pois salve James Stewart ,campeão do AMA Supercross nos EUA em 2007 ,acho que é a primeira vez na historia na elite dos esportes motorizados que um negro vence e de forma arrasadora !
Ninguém colocou sua foto nos blogs.

Jonny'O

Giglio said...

Alessandra,

Sou blogger de F1 para o prazer e executivo para viver!!... e vivo na Europa...alias ao lado do circuito de Estoril...Acho voce correta sobre a generalizacao...Mas na verdade os espanhois sao sim muito sectaristas e radicais...Ufanistas incontestes.
O tema em questao nao é isolado.
É muito dificil discutir com um Espanhol interessado na F1 por mais de 2 minutos...

Alerta: Eles e principalmente a imprensa espanhola , por algum motivo que nao entendi ainda, sao muito criticos com pilotos brasileiros...o Massa para eles é nada. Nelsinho, nem falam...
Abraco

Edu said...

Não achei outras fotos do ocorrido. Talvez não tenha procurado direito... Eu vi no blig do Gomes, a discussão partiu dos mouros e acabou, como toda discussão sobre o politicamente correto, com os comedores de alcatra. O topo da cadeia alimentar sempre terá a culpa.

Um dia tive a ilusão que viviamos numa renascença. Eu me enganei... O obscurantismo impera, de maneira mais macabra nas vestes do progressismo. Hoje há coisas que são intocáveis. No creo en las brujas, pero que las hai... Quem serão as bruxas do nosso século?

A hipótese das bruxas serem os racista da foto é plausível. Hoje condenamos quem condenava a bruxas, daqui a 500 anos quem será condenado?

Será possível que uma cota racial, um dia, seja considerada mais racista que isso?

Anonymous said...

Alessandra,

Bom dia.
Minha opinião:

1- É racismo e do pior tipo possível, praticado com a ciência do fato e com a certeza da impunidade.
2- Acho que deve ser exposto sim. Toda forma de desrespeito deve ser divulgada caso contrário teremos o que existe no Brasil, um racismo velado que muitos chegam a afirmar que não existe. Aliás a discriminação não é só contra negros, mas contra homossexuais, transgêneros, nordestinos, índios...A lista é longa.
3- Deve ser punido e merece uma retratação de uma autoridade espanhola.

Filipe Araújo
Brasília

Blog F1-V8 said...

Olá Alessandra

Sempre acompanho seu blog e sobre o post concordo que é racismo e que as autoridades esportivas espanholas já poderiam ter tomado muitas proviências sobre o racismo no esporte na Espanha, porém nunca fizeram nada.
Infelizmente este episódio é frequente principalmente nos estádios de futebol na Espanha. Jogadores como Ronaldinho Gaúcho, Eto'o e outros já foram hostilizados em campo, às vezes por torcedores do próprio time.

O que se pode pensar é que estes torcedores são ainda muito "verdes" para a F-1, pois esquecem que mesmo com toda a rivalidade entre Alonso e Hamilton, ambos sofreram uma derrota humilhante por parte de Raikkonen e Ferrari. Parece que a ficha deles ainda não caiu.

Alessandra Alves said...

amigos: com a semana curta e corrida, não consegui responder os comentários um a um. vou tecer algumas considerações gerais.

pelas opiniões aqui postadas, uma goleada: a maioria considera, sim, um ato de racismo.

a questão da divulgação ou não, na imprensa, também levou a uma clara maioria, com a defesa da divulgação. eu, como jornalista, acho essa discussão valiosa. sinceramente, não sei qual é o efeito maior dessa massificação do fato. concordo que a discussão é importante, mas sempre me fica a dúvida: será que esse tipo de ato, ao ser divulgado mundialmente, não ganha uma força maior do que deveria? não planta, eventualmente, uma semente de racismo em quem não tinha olhado a questão por esse aspecto, ainda?

por fim, agradeço pelo testemunho "ibérico" do giglio. fico bem chocada em perceber que atitudes como essa não são tão isoladas assim. o futebol, de fato, tem dado exemplos tristes nesse sentido. o atlético de bilbao, ao que me consta, leva a xenofobia ao extremo, não aceitando sequer jogadores de fora do país basco. estranho e irônico notar esse tipo de comportamento na espanha que, ao lado de portugal, sempre foi uma região de alta miscigenação, especialmente pelo fato de ser uma espécie de "porta da europa". como bisneta de espanhola, fico triste em ver um comportamento assim...

Celinho Boy said...

Alessandra, eu até fiquei meio em dúvida, mas depois de me informar melhor posso concordar também que foi sim um ato de racismo, e o pior com a complacência do poder público e claro de boa parte daqueles sujeitos que adoram encher a boca, pois dizem que vivem sob um país que é permitida a liberade de expressão. Não é à toa que nos fóruns foram tolerados ataques racistas. Viva a liberdade de expressão!!! Não sabia que liberdade de expressão signifique má educação e desrespeito. Aliás, será que os torcedores italianos que botaram uma faixa com um dizer "Roma, time de negros" era coisa de politicamente incorreto? Urrar macacos também? E aí o que faz times como o Real Madrid? Proíbe, ou pede(para ser mais eufenista) para que o Robinho não imite uma barata por desrespeito aos adversários. Felizmente tem gente íntegra que está vermelha de vergonha destes atos que apenas mancham a imagem do país no mundo.
No que se refere a preconceito, infelizmente os britânicos não ficam muito atrás. Sabe como receberam o primeiro jogador negro(ou contrataram um) no Liverpool? com bananas. Pode? Isso sem falar com o que eles fizeram com os irlandeses por séculos. Se a gente olhar bem, todos os lugares já praticaram atos discriminatórios e humilhantes contra grupos étnicos e religiosos. Bem lembrado, O Atletic de Bilbao tem essa diretriz pra mim boba de de não permnitir estrangeiros(o técnico do time disse certa vez que quando o Eto brigou ou reclamou , não me lembro bem o que foi que aconteceu, ele disse que a atitude dele era típica de "alguém que desceu da árvore". Eu deduzi que ele o comparou a um ancestral do homem, que seria, bemm... No Chivas do México tambem tem isso também. A verdade é que a xenofobia é muito forte na Europa, e parece que regionalizada: A Espanha com os negros, a Alemanha com a Turquia, a França com os africanos das ex-colônias, a Itália com os mulçumanos(já ouviste falar na Oriana Falacci, põe no google, querida!!! Cada bobagem que ela fala) e até com os povos do sul dA Itália. e aqui? E muito velada. Mas tem, sobretudo com os nordestinos, com os pobres e negros. Abraços

Marcelo Tuvuca said...

É sim, Alessandra, não tenha dúvidas. E o que mais irrita é a guerra Espanha-Inglaterra. Acho que nem a imprensa brasileira chegou nesse nível de ufanismo e distorção da informação em prol da "defesa" de seus compatriotas.

Abordei aspecto semelhante em meu blog (tuvuca.blogspot.com) sobre esse assunto.

Abraços

Edu said...

Hmmm, pelo que eu me lembre desde Moisés a verdade tinha deixado de ser questão de opinião. A verdade não é um consenso. E toda merda que o homem faz é por trocar as bolas. Todo mundo achava aquele tal de Moisés meio louco... Mas o que importa é que ele atravessou o mar vermelho.

Eu não vi assim alguém explicando o que é racismo, mas enfim... O que é racismo?

No meu ambiente de trabalho "nego de merda", "japonês de merda" ou "alemão de merda" significam a mesma coisa e tem o mesmo peso. Eu acho racismo quando "nego de merda" significa algo diferente de "japonêis de merda".

Rafael Duarte said...

Oi Ale...

Desculpa a ausencia... Tenho viajado muito ultimamente, ma agora estou de volta.

Pra te falar a verdade, nao me lembro de muita repercussao sobre esse assunto aqui na Espanha. As fotos sairam nos jornais, mas foi mais motivo de chacota ou entao nao foi levada a serio por muitas pessoas. Bom, nao foi com eles ne? Se fosse algo feito em um circuito ingles que afetasse o Alonso, ai a historia teria sido bem diferente...
Na minha opiniao eh racismo sim, mas nada chegado ao extremo do que vimos durante a etapa final da temporada aqui na Espanha, como te passei daquela vez. Ao inves de um racismo partindo pra agresao, esse grupo preferiu "tirar com a cara" do Hamilton desse jeito. Mas nada que justifique brincadeira tao boba...

Abraco!

Marcelo Tuvuca said...

Oi Alessandra, respondendo ao post que você deixou no meu blog, acredito sim que esse é apenas mais um capítulo dessa rixa.

Acredito que as próprias diferenças culturais entram de forma acirrada... o latino e o anglo-saxão são muitos distintos e gostam de tirar sarro (muitas vezes de forma maldosa) uns com os outros.