Thursday, June 22, 2006

Black is beautiful!

A questão é meramente ideológica, nada esportiva. Minha torcida, em eventos esportivos, obedece à seguinte ordem de prioridades: Brasil, latino-americanos (Argentina inclusive), africanos, europeus do leste, asiáticos, países da Oceania, países do Oriente Médio, europeus ocidentais e, em último lugar, os Estados Unidos.

É certo que, nesta Copa, em dado momento me vi torcendo pelos Estados Unidos contra a Itália. Tentei me enganar, alegando que os estadunidenses mereciam minha vibração porque estariam jogando "com mais vontade" que os italianos. Balela: fato é que não superei ainda a tragédia do Sarriá, aquele maledeto Paolo Rossi, talvez nunca supere...

Eis que hoje, dia do desencanto de Ronaldo, horas antes vivi uma cena reveladora. Aula de bike na academia, eu só via metade do telão. Findo o jogo da Itália contra a República Checa, começam a transmitir o final da partida entre Gana e Estados Unidos. Sabia que os africanos estavam ganhando e me pus a festejar o momento em que o juiz apitou o fim da partida. E soltava uns gritos entusiasmados: "Lindos! Lindos!". Uma colega, mais bem posicionada que eu, começou a acenar para mim. "Não, não, quem ganhou foi Gana, não os Estados Unidos!"

Como se só pudesse ser engano meu chamar aquele time de ébano de lindos. Pois repito:
Lindos! Lindos! (mas só até terça-feira, meio-dia...)

15 comments:

Alessandra Alves said...

foi bonito ver ronaldo marcar seu primeiro gol e, em seguida, ser abraçado por todo o time. será que agora embalamos?

Marcus said...

Engraçado, eu também me peguei torcendo pelos Estados Unidos contra a Itália...

Brasil x Gana vai ser um jogão, e eu acho que o Brasil leva essa. Mas eu acho que é o único adversário que vai fazer a torcida "neutra" torcer contra o Brasil.

Cynthia said...

Também tenho minha hierarquia, que é montada mais sobre países do que sobre continentes: Brasil, Portugal, qualquer um que jogue contra a Argentina, Itália e França.
Amei os gols do Ronaldo, tava torcendo muito por ele, sei que a forma física é condição fundamental para o bom desempenho de um atleta, mas usar a palavra gordo pra xingar alguém também é um sinal de intolerância.
Ganhamos e se jogarmos com vontade e sem arbitrariedades externas, podemos encarar todos os times de frente e vencer.
Alê, também me chamou a atenção a alegria do time com os gols do Ronaldo. O grupo tá unido sim.

kowalski said...

É só o professor Parreira não mudar mais o time. Esse que começou o jogo está ótimo. Não precisa mexer em nada, e até o Gilberto Silva deve ficar pois é bem menos violento e precipitado que o Emerson.
Continuo achando que Robinho deve ser titular. Talvez não pra ser o personagem principal, como Ronaldo, mas para ser mais alguém que se movimenta no ataque, nos dois lados, de uma forma mais dinâmica que Adriano ou Ronaldo. Além disso ele até marca mais que os citados acima. Ele foi bem os 90 minutos e não só 20 como nos jogos em que entrou.
Esse Ronaldo é mesmo um iluminado. Melhorou, apesar de não estar 100%, e fez um gol de cabeça no momento mais importante do jogo, logo de cabeça que não é o forte dele. Parece que os gols lhe devolvem a motivação.

PS: Dessa vez é um brasileiro batendo um recorde de um alemão.

Daniel Carlos Nava said...

Minha ordem de torcida:
Brasil (lógico)
Itália e Portugal (pela minha ascendência)
Argentina (pelo futebol)
Resto da América (incluindo os EUA)
África negra
Extremo oriente
Europa
Países que desrespeitam os direitos humanos deliberadamente, não citados acima.

Dependendo da copa, alguma seleção pode subir devido ao futebol apresentado.

Pedro Alexandre Sanches said...

ai, ai, Alessandra, já pensou que tristeza vai ser, tanto eliminar quanto ser eliminado por Gana?... é crueldade demais, esse jogo é tipo África versus África, ou Ronaldo versus Lula (com Bussunda de "juiz"), ou Brasil versus Brasil... ninguém merece, é o que te chora, compungido, um não-fã de futebol...

Alessandra Alves said...

marcus: também acho que será um jogão esse brasil x gana, desde que o time africano não bata tanto quanto tem batido. os times africanos, até hoje, gozam do status de times que jogam e deixam jogar, mas de todos, gana me parece um time menos "ingênuo" nesse sentido. e eu acho que o brasil tende a crescer jogando contra times de melhor qualidade, expectativa total!

cy: concordo totalmente com o que você falou sobre "xingar" alguém de gordo. vai tudo para o mesmo saco, no qual já estão xingamentos como "bicha", "preto", "macaco" etc. mas eu, eterna otimista, tendo a acreditar que o ser humano vai aprender a respeitar melhor as diferenças. não sei quando, mas vai.

kowalski: eu acho que o parreira mantém o gilberto silva e o robinho (se não estiver vetado) no time, mas voltam os laterais. bem lembrada essa questão de ronaldo batendo o recorde do gerd muller. brasileiro x alemão, o mundo e sua lei de compensações...

daniel: eu também sou sensível ao bom futebol e eventualmente acabo subvertendo a ordem de torcida. copa do mundo tem essa característica adorável, de nos permitir assistir a um jogo que não faça aflorar paixões, deixando nosso juízo mais afinado com a qualidade do futebol do que com questões clubísticas ou ideológicas.

pedro: olha, eu entendo sua tristeza, claro. tem um valor simbólico maravilhoso em uma eventual vitória de gana, não só sobre o brasil, mas pensando em gana campeã do mundo. pensou? os negros, a áfrica consagrados em plena alemanha? fico com o coração apertado pensando o que será para o povo de gana uma vitória como essa. e me aperta ainda mais o peito saber que o algoz desse povo deve ser o brasil. quer dizer: os pobres massacrando os miseráveis. mas prefiro pensar que nossa seleção também é, em grande medida, representante desse terceiro mundo famélico e negro (quem mais, além de kaká, é da elite branca, naquele time?). seria (será?) lindo triunfar naquele solo europeu.

denise said...

virgem nossa aparicida.! [pro comentário da moça da acadimia!!] =O

olha, em escala eu torço pelos europeuzinhos que defendem nosso ichcrete canário. com seus contões estufados nas ilhazinhas canárias e o auto-exilio da pátria amada & idolatrada brasil (né?..com cidadania dúbia e tudo.. faz parte.. rs.).
ai sim, e com CERTEZA: eu não tenho estômago nem pra ver as matérias correlacionadas c/ a torcida dos estados unidos. de lá, pra mim, só cato o que se auto-denomina perdedor (rs..)
bjs!

roger said...

Alessandra !
A coluna sobre o j. Villeneuve ESTA SUPERBA!!!!
Parabéns!

bju
Rogerio Venturella

Daniel Carlos Nava said...

Não tenho competência para julgar a beleza de jogador de futebol, mas os caras de Gana bateram "pra cacete".
Agora pra se torcer para seleções de países subdesenvolvidos só sobraram Brasil, Argentina e Ucrânia. Como será sua torcida? Os 3 primeiros, pelo texto do post devem ser Brasil Argentina e Ucrânia mesmo. E o resto (sem considerar os confrontos diretos, já que assim a França fica em último)???

Daniel Carlos Nava said...

Não tenho competência para julgar a beleza de jogador de futebol, mas os caras de Gana bateram "pra cacete".
Agora pra se torcer para seleções de países subdesenvolvidos só sobraram Brasil, Argentina e Ucrânia. Como será sua torcida? Os 3 primeiros, pelo texto do post devem ser Brasil Argentina e Ucrânia mesmo. E o resto (sem considerar os confrontos diretos, já que assim a França fica em último)???

Alessandra Alves said...

denise: pode ser mera ingenuidade nossa, até imaturidade, mas é dilícia ver os americanos perdendo, né não?

roger, obrigada. vou postar um aviso relativo à coluna do GPTotal. mas você não quer comentar mais nada? o tema é quente, vamos lá!

daniel: eu acho que a fifa e o comitê organizador da copa foram muito competentes em fazer o sorteio das chaves de maneira dirigida, favorecendo a lógica de termos, entre os oito classificados, sete campeões mundiais. só não está o uruguai (em tese, ele estaria no lugar da austrália, desclassificada pela itália. mas o fato é que o uruguai não é a mesma força no futebol há muitas décadas.)

anyway, acho que o direcionamento do sorteio foi justamente para dar a sonhada final alemanha x brasil e acho muito difícil que o brasil ganhe essa copa, se jogar a final com os anfitriões. bom, esse é o palpite. vamos à torcida.

brasil x frança - brasil, lógico

portugal x inglaterra - portugal (são dois países colonizadores, torço o nariz para os dois, em que pese minha ascendência lusitana. mas a inglaterra foi ainda mais imperialista que portugal. historicamente e geneticamente, portugal)

alemanha x argentina - argentina, claro. latino-americanos acima de todos.

itália x ucrânia - ucrânia (leste europeu acima da europa ocidental)

Daniel Carlos Nava said...

Eu apostaria que a competência nesse caso foi do comitê organizador. Alguma coisa me diz que a Fifa não iria conseguir isso.
Agora, daria para colocar uma lista dos 8, na ordem de preferência? A minha vai abaixo:
Brasil
Argentina
Itália
Portugal
Inglaterra
Ucrania
Alemanha
França

Alessandra Alves said...

claro que dá, minha lista é bem parecida com a sua (não considerando os cruzamentos, só ordem de preferência mesmo):

brasil
argentina
portugal
ucrânia
frança
inglaterra
alemanha
itália

cada vez mais me convenço de que não superei barcelona/82 (a tragédia do sarriá), por isso a itália em último.
vou dizer algo que choca a maioria das pessoas, mas o fato é que vai me doer muito menos se o brasil fizer a final contra a argentina e perder do que se acontecer isso tendo a alemanha como adversário. meu coração latino-americano ficará feliz de ver hermanos disputando a final, mas ser derrotada pelos europeus em plena alemanha doeria muito, muito, muito...

Gustavo said...

Mano,

Ver a seleção jogar melhor é o que esperamos. O Parreira quer é ganhar. É por isso que 3x0 sobre Gana assusta.
O time como conjunto de 11 não existiu, mas o placar impede qualquer crítica mais forte.

Sobre a ordem de colocação, eu quero o Brasil em 1º. E Portugal em 3º. Pelo profissional apaixonado que é o Felipão. O resto é o resto. Acho até engraçadas algumas explicações sobre as preferências.