Tuesday, September 01, 2009

Ouverture



Leio nos sites de notícias que Fernando Alonso negou categoricamente que vá correr no lugar de Felipe Massa ainda em 2009.

Na semana passada, antes do GP da Bélgica, a Ferrari lançou uma nota, entre irritadiça e bem humorada, listando todos os pilotos já cogitados pela imprensa para correr no lugar do brasileiro. O nome de Alonso é óbvio por já circular associado à Ferrari recentemente. Os repórteres que acompanham a Fórmula 1, como meu colega Luis Fernando Ramos, dizem que esse é o boato mais absorvido como verdade dos últimos tempos. Uma triangulação entre Alonso, Ferrari e o Banco Santander parece certa, colocando o bicampeão no lugar que já foi de Michael Schumacher.

Ora, Alonso há de entrar na Ferrari com pompa e circunstância, como cabe a um bicampeão do mundo (como, aliás, entrou Schumacher, em 1996).

Há de ser anunciado entre flashes e um aglomerado de microfones, em cerimônia formal na sede da equipe, com discurso do presidente e juras de amor de parte a parte.

Se fosse uma ópera, a chegada de Alonso à Ferrari seria o clímax do primeiro ato, com violinos em crescendo, metais pontuando a melodia acelerada, o coro de vozes sobrepostas preenchendo a acústica do teatro, arrematando com o vigor de um toque de pratos, a anunciar a entrada da grande diva, a prima donna.

Supor que Alonso possa estrear na Ferrari no apagar das luzes de 2009, substituindo Felipe Massa, é assumir que ele vai entrar na equipe pela porta dos fundos. Que ele está de pires de mão, clamando por uma chance de pilotar um dos carros vermelhos. Que vai chegar de mansinho, como se a prima donna pudesse entrar em cena em plena ouverture. Não, este não é o estilo de Alonso.

11 comments:

Ron Groo said...
This comment has been removed by the author.
Ron Groo said...

Alessandra, a impressão que dá que o mais correto é o ultimo parágrafo.
Tanto o Marca e o AS colocam o sobrancelha chorão na equipe rossa que eu fico com a impressão que é ele quem patrocina este falatório da imprensa espanhola.

Agora me surgiu uma duvida...

Eu ainda não sei direito o que pensar do imbróglio que envolve o Briatore, o Piquetzinho e a pancada pero no mucho em Singapura, mas contando que a história seja real e que se prove que a bagaça aconteceu mesmo, fala-se em exclusão da Renault e cassação do direto do moleque Piquet de pilotar. Correto?

Posto isto eu pergunto: E o Alonso?
Ou vai dizer que se o Flavio armou toda esta briatoragem com o menino do twiter para que o Asturiano ganhasse a prova sem ele saber de nada?
Que agora o Alonso teria um surto "lulistico" e afirmaria não saber absolutamente de nada?

Basta lembrar que histórico de Dick Vigarista o cara tem. Ele sabia da espionagem da McLata sobre a equipe de Maranello e ainda por cima testou os componentes copiados.

Sei lá... Nunca fui com as fuças dele, posso estar exagerando, mas se sobrar para o Safatore e pro Twitinho tem que excluir o chorão também... Ai ele vai pilotar as Ferrari apenas que ele mesmo comprar, se é que já não comprou algumas...
E eu... Bem eu vou realizar meu sonho e dizer em alto e bom som (e letras garrafais em negrito no meu blog) o mesmo que disse Felipe Massa pra ele tempos atrás: "-Ah! Vá ca**re!".

Marcus said...

Mais um grande post, no seu estilo, usando imagens inusitadas para dar uma impressão exata das coisas na Fórmula.

Você é a melhor.

Fábio Andrade said...

Na verdade, não é esse o estilo da Ferrari. Aliás, não pode ser esse o estilo de uma categoria big business, global e cheia de flashes e falso glamour como a F-1.

A chegada de um bicampeão a uma equipe como a Ferrari precisa, de fato, de solenidade.

Alfredo Aguiar - Orlando, FL USA said...

Oi Alessandra!

Eu penso que a imprensa espanhola está vendendo o peixe dela e todos estão comprando, o problema é chegar em casa desembrulhar o jornal da peixaria e encontrar ele vazio, pra mim o Alonso tem é uma assessoria de imprensa muito boa que sempre vende a imagem de ultima empadinha da festa. Acredito que o Santander se mandou pros lados de Maranello porque quer desvincular seu nome da Maclaren, pelas tramóias recentes e pela raiva que os espanhóis sentem do time inglês depois do episódio Hamilton x Alonso.
Se eu tivesse que colocar alguma grana nesse jogo, diria que a Ferrari corre de Massa e Kimi em 2010. Quanto a 2011? Muito pneu pra queimar até lá. Não consigo imaginar o Alonso na Ferrari, se até com os británicos ele conseguiu aquele bafafá todo, imagina numa equipe sangue latina como a Ferrari, em meia temporada os carros vão estar vermelhos de sangue, rsrsrsrs.

Você continua escrevendo magistralmente como sempre, parabéns

rafa said...

como é engraçado ver o ódio que os fãs do Massa tem do Alonso....

Ninguém é santo na F!1 muito menos alonso, massa ou qlq outro piloto...

Vcs que tem acoragem de encher a boca pra falar mal dele, quero ver vcs tb terem coragem de virem aqui postar no dia que a Ferrari anunciar ele como piloto...

Já está assinado! aceitem! não sou eu quem diz...li no blog do Livio e do teo...aguardem....

Alessandra Alves said...

rafa: não sei quem são os fãs do massa a que você se refere. eu considero o alonso o melhor piloto da atualidade e, como tal, acho que a ferrari tem mais é que contratá-lo mesmo. um campeão (bicampeão, no caso) como ele não pode entrar na ferrari pela porta dos fundos, como se estivesse tapando buraco. alonso há de ser anunciado com pompa e circunstância pela ferrari, como cabe a um grande campeão. espero ter deixado minha posição mais clara...

rafa said...

Alessandra, de maneira nenhuma estava me refrindo a vc! sei que vc gosta e respeita o alonso...Estava me referindo as mães dinás dos comentários acima que falam que essa história do alonso na ferrari é coisa inventada pela imprensa espanhola e que nunca vai acontecer...São os fãs do massa que morrem de medo do espanhol, e também as viúvas do Shumi, que até hoje não aceitam o fato de alonso ter carimbado o INSS dele...Não foi pra vc, não. Foi para alguns dos seus leitores. bjo rafael

Eduardo said...

Rafa: Essa mãe Dina é alguem que tem cara e opinião...Ainda por cima sabe o que tá falando...Não sou de tomar partido de ninguém...Mas como disse o Massinha: "Ah! Va ca**re". Valeu Alessandra.Abçs.

rafa said...

Eduardo,
Então tá. Vc tem razão...Só vc e as mães dinahs "sabem o que estão falando". A imprensa mundial está toda errada, "não sabe o que diz". É vc quem está certo amigo...

TODOS os jornalistas da imprensa devem estar errados; fabio seixas, teo josé, livio orcchio, flavio gomes, ..nenhum deles sabe o que está falando e ficam dando informação falsa...heheheheh

Simplesmente aceite os fatos como eles são...só isso. Me intriga esse ódio que as pessoas têm do Alonso...ele nunca fez nada para os brasileiros...

quero ler seu comentário aqui no dia que alonso for anunciado, ok? - o que eu acho que só deve acontecer no final do ano...

Leandro said...

oi Alê,
Estou totalmente de acordo com o Rafa,o banco Santander não iria se desfazer do contrato com o time ingles se não fosse por interesse proprios e pela nação espanhola. Pois já foi dito pelo proprio Emilio Botin(presidente do Santander)que é muito fã de Alonso,e que interesse ele teria de mudar-se para ferrari se não fosse para levar o bicampeão,quando o banco foi para a McLaren foi para leva ele e o o nome Santander para captar o mercado inglês.
Acredito que a parceria Ferrari,Alonso e Santander seria uma das parcerias mais solidas e bem feitas da Formula 1,pois o bicampeão é o melhor piloto da atualidade hoje foi o unico a desbancar Schumacher depois de anos de "Valentino Rossi" na F1....