Friday, February 10, 2006

Invasão do Maracanã: mande sua história



Vou aproveitar esse espaço para dar uma breve notícia e fazer um pedido. Meu amigo Tales Torraga e eu estamos trabalhando na produção de um livro sobre o evento que ficou conhecido como “a invasão do Maracanã”. Aconteceu na semifinal do Campeonato Brasileiro de 1976, quando cerca de 70 mil torcedores corintianos ocuparam metade dos lugares disponíveis no estádio, fazendo um deslocamento sem precedentes de uma torcida para assistir a um único jogo. No final do ano, esse fato completa 30 anos, quando pretendemos lançar o livro. Tanta gente foi para lá que nós queremos coletar o maior número possível de histórias, lembranças, fatos pitorescos etc. Se você foi a esse jogo ou conhece alguém que foi, por favor, escreva para nós. Pode ser na janelinha de comentários do blog ou, melhor ainda, mandando um e-mail para o endereço invasaocorintiana@letradelta.com.br.
Pronto, não deixem o samba morrer, mantenham o debate!

4 comments:

Alessandra Alves said...

OK, já entendi. O público do blog não tem a ver com futebol, ou com o Corinthians, ou com a invasão do Maracanã. Sem problemas. Fica aí o post, para quem ainda se habilitar!

Véio Gagá - BH said...

Alê, os outros eu não sei, mas eu tenho a ver com futebol e mais ainda com o Corinthians. É que sei pouco sobre a invasão do Maracanã. Afinal, de Véio Gagá tenho mais de gagá do que de velho. O que sei é que assisti ao jogo pela tv junto com meu pai (ser Corinthiano é genético, mesmo que alguns demorem a desenvolver a "doença", o que não foi meu caso - nasci com a doença). Estou ansioso esperando o livro.

márcia said...

eu quero saber já das suas experiencias como corredora de longa distancia, prontoentreguei.

:-)

Jose Maria said...

Bom dia Alessandra, acho que vocês deveriam procurar os locutores de radio e TV presentes, os jornalistas, os jogadores que estavam naquele dia e tentar abordar a quantidade de corinthianos presentes no Maracana. Tem gente duvidando que os corinthianos encheram o Maracanã é preciso fazer um trabalho nesse sentido. Reunir o maior numero de fotos possivel. Etc.